Você tirou nota dez com sua última frase rsrs Já ouvi isso muitas vezes.
Glauber Rodger
41

Meu ponto de vista: Muito não me agrada em termos de instituição adventista, em alguns aspectos. Mas convenhamos que uma organização instituída a fim de um propósito cristão não está livre de deslizes ou erros até porque algo feito por homens por natureza não é perfeita. Quando você fala que não devemos ver as pessoas ou o que fazem mas sim o que importa é o Deus a quem elas crêem e servem, depois uma certa justificativa sua de não ser além do livre arbítrio é não concordar com a instituição, isso me pareceu confuso. Penso que além de ser batizado na Adventista, aceitar os preceitos de Deus mediante as doutrinas bíblicamente conduzidas.. gosto de pensar que participo de um povo que mesmo errando muuito na maioria das vezes, tenta acertar, cai mas tenta se erguer e esperar o dia prometido. Se eu tenho em mente todo conhecimento bíblico (que não é nem tanto assim) e este não condena os pilares da denominação não acho nenhum mal em aceita-la como meu crachá, mesmo que no fim isso não valha de nada. Não somos melhores que ninguém, o intuito pra mim é chegar numa igreja sábado de manhã, domingo ou quarta e encontrar Deus.. não pessoas, isso é só detalhe que acontece. Se meu irmão de igreja pensa diferente, o pastor tem visão de mundo diferente da minha ou minha instituição regional mal ajuda a igreja local, isso é ele é Deus, a minha parte é sentar no piano orar pra que saiam notas agradáveis a Ele, escutar sua palavra, sair do culto e tentar lembrar e praticar. Fim, amém, escrevi d+. Obs: me incomodou um pouco a analogia com time de futebol, boa parte da igreja talvez não pense desportivamente assim.. da mesma forma as outras religiões.. o Deus é o mesmo, o caminho é Jesus, mas a franquia de hotel, posto de gasolina e restaurante que aparecem na caminhada rumo ao fim da carreira sempre vou preferir a rede adventista.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated David Barbosa’s story.