Undulatus

Eu queria ser as ondas que vão e vem sem metrônomo e molham seus dedos

As teclas brancas e suaves do piano

Os tesouros que descobrimos no fundo da areia

Os momentos de calma e respiro que duram pouco, mas o bastante

A sinestesia que cria a cor azul do céu e o gosto salgado do ar

O trompete, que é tímido mas responsável pelo peso que eu causo em você

A queimadura nos seus olhos quando você olha para cima

O som adocicado do vento batendo em seu sino

O padrão sem sentido das nuvens que nos prendem aqui

https://www.youtube.com/watch?v=7GTlTtnbnhY

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.