Ontem, vasculhando minha estante de livros, achei esse poema num caderno velho junto com algumas outras coisas escritas. O poema se chama “Onde está a real beleza?” e é de autoria de um jovem David com seus 16 anos e uma porção considerável de inocência.

Observação: Poesia nunca foi meu forte, então julguemos menos.

Onde está a real beleza ?

Quem definiu a real beleza?

A sociedade, a moda

ou a natureza?

A televisão, os olhos

ou a cultura?


Onde está a real beleza?

Nos olhos claros, nos cabelos sedosos

ou na maquiagem?

Na cintura fina, na pele escura

ou na roupagem?


Mulheres são lindas do jeito que são

com seus cabelos curtos e longos

com seus olhos claros ou de tom escuro

Magras, gordas, altas ou baixas

são todas lindas do jeito que são, mulheres


Onde está a real beleza?

No olhar dos homens? Não!

Nos olhos de (D)*eus? Com certeza! (será?)*

Ele vos olha com amor

e, diferente do homem, prefere o coração

e rejeita o exterior


Mas onde está a real beleza?

Se não está nos homens, onde está?

Esta no sorriso, e no andar

Esta na alegria do olhar

Mulher, a real beleza está em você


*modificação de m’eu atual poeta descrente

Show your support

Clapping shows how much you appreciated David Novaes’s story.