“INVISÍVEIS”

PLANO DE DIVULGAÇÃO ONLINE

O documentário Invisíveis será apresentado como trabalho de conclusão de curso de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo e abordará a negligência dos direitos em relação aos moradores em situação de rua. O produto será focado nos direitos à educação e a cultura, mostrando a importância da utilização destes direitos para impulsionar a reinserção dos moradores que vivem nas ruas à sociedade e ao mercado de trabalho.

O fio condutor do documentário será a “Bicicloteca”, uma ação social que tem o intuito a reintegração dos moradores em situação de rua na sociedade por meio dos livros e outros serviços, ilustrando todo o conteúdo e a importância deste projeto por meio de histórias de personagens leitores e do próprio idealizador.

Para o desenvolvimento deste trabalho nas plataformas online, ao opção escolhida foi a de permanecer com o documentário no formato original, utilizar o meio online para realizar toda a estratégia de divulgação e para inserir pautas com temas relacionados à moradores em situação de rua, para incitar um processo reflexivo nas pessoas que se interessam pelo assunto e auxiliar também no aumento das contribuições e doações à essas pessoas por meio de projetos sociais.

· Rede social “Mãos Dadas”

Criação de uma rede social colaborativa, onde instituições sociais podem se cadastrar para receber doações, como também os potenciais doadores, para pesquisar e escolher quais projetos ajudar, já que terão acesso às instituições divididas por área de atuação. Os dois tipos de público poderão compartilhar conteúdos sobre o tema no mural da rede, o que também aumentará a interação entre esses grupos.

Para auxiliar na interação e dinamismo, a rede social também possuirá um campo de bate-papo comunitário. Nele, o usuário poderá tirar suas dúvidas e entrar em contato direto com as instituições de seu interesse.

Nesta plataforma, os usuários também terão a oportunidade de colaborar com o mapeamento dos locais em que os moradores em situação de rua se instalam, adicionando marcadores nos lugares específicos no mapa. Dessa forma, a rede social também ajudará no acompanhamento do crescimento dessa parcela da população no Brasil. Além de todas as funcionalidades já citadas, a rede social também terá um espaço direcionado para especialistas em direitos humanos, sociólogos e profissionais relacionados ao tema, que poderão compartilhar artigos sobre o impacto social e visões sobre o assunto.

Levando em consideração que a credibilidade é sempre importante e a proximidade com o tema é fundamental para que o público se identifique com a plataforma, a rede social também terá uma área “Vivi nas ruas”. Nela, pessoas que já estiveram em situação de rua e famosos que viveram nas ruas falarão das suas experiências ligadas ao tema, como um diário moderno com possibilidade de comentários e compartilhamento dos outros usuários. Como exemplos desses personagens, serão publicadas entrevistas com Seu Jorge (cantor e compositor), Robson César Correia de Mendonça (idealizador do projeto Bicicloteca) e Carlos Viégas (formado e pós-graduado em direito).

Todas essas ideias serão utilizadas para formar relacionamentos e impulsionar o envolvimento e engajamento do usuário na rede.

Exemplos de funcionalidades da rede social:

- Perfil pessoal e mural colaborativo;

- Lista com páginas de projetos sociais cadastrados que colaboram com moradores em situação de rua por região, tipo de doações etc;

- Mapeamento de regiões com mais moradores em situação de rua;

- Mapeamento de albergues para conhecimento dos usuários da rede social;

- Parcerias entre projetos sociais como Jovens do Sopão e a Bicicloteca, vinculando essas ações ao atendimento de mais de um direito comum a todos os indivíduos.

Todo o conteúdo terá possibilidade de compartilhamento das principais redes sociais: Facebook, Twitter e Instagram.

Facebook

Criação de uma página no Facebook para divulgação dos teasers do documentário e das notícias relacionadas ao tema, para engajar os usuários à respeito de ambos.

Para serem postadas na página, alguns exemplos de posts são:

  • Casos de projetos sociais focados na contribuição com moradores em situação de rua, com histórias de personagens que foram afetados positivamente para representar cada projeto apresentado.

- Criação do quadro Você sabia? Neste quadro, abordaremos os direitos registrados na Declaração Universal dos Direitos Humanos pertinentes ao objeto de estudo, mas que são negligenciados pela sociedade; apresentados com vídeos e fotos noticiosos que ilustrem cada direito abordado, tanto em situações em que foram ignorados como em que foram garantidos.

- Matérias com as histórias da Bicicloteca, projeto que norteia o Documentário.

- Como e se a cultura está inserida no cotidiano dos moradores em situação de rua;

- Informações que respondam a pesquisa: além dos direitos básicos, quais são os demais direitos que o morador em situação de rua possui?

-Cuidados que o doador deve ter na hora de escolher uma instituição para contribuir.

· Teasers

Utilizar trechos do documentário como chamada na página do Facebook para divulgação e para aumento do índice de curtidas e seguidores.

Exemplos:

- Acompanhar o projeto social Bicicloteca para registrar a reação e o interesse dos moradores em situação de rua na leitura, e o que os motivam na leitura.

  • Filmar a diferença na reação dos passantes ao ver um homem de terno mexendo no lixo e um morador em situação de rua realizando o mesmo ato;

- Filmar a diferença na reação dos passantes ao ver um morador em situação de rua dormindo com outro que está lendo.

- Registrar o encontro de um morador de rua que exercia uma profissão e um conhecido que foi afetado positivamente por ele, como por exemplo: professor/ aluno, advogado/ cliente etc;

- Acompanhar grupo de um projeto social como Anjos da Madrugada ou Projeto Mãos que Abençoam para registrar a reação dos moradores recebendo comida na madrugada e o efeito do trabalho nos voluntários deste projeto.

Like what you read? Give Débora Felizardo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.