Um parêntese sobre a masterização de “Amor Instantâneo” nos estúdios Abbey Road

Autor: Eduardo Bento / Pug Records
Post relacionado:
www.dealerrr.com/ciro-madd-amor-instantaneo

Funciona maisoumenos assim: o contratante upa sua música, redige orientações, escolhe um produtor, paga umas cem libras e recebe a faixa em sete dias úteis. O estúdio disponibiliza o curriculum de seus profissionais, que incluem masterizações e mixagens de artistas que vão de Elvis Presley a Ariel Pink, passando por My Bloody Valentine e outros grandes nomes lançados por majors. Assim, o contratante tem a oportunidade de escolher o produtor que trabalhou em seus discos favoritos! A faixa do Ciro Madd passou por esse processo chamado online mastering. Em nenhum momento, o estúdio contratado questiona a qualidade artística das músicas enviadas.

É lamentável quando uma banda brasileira força a barra em seu texto de divulgação na tentativa de atrelar o lançamento aos nomes de produtores e estúdios gringos que apenas prestaram um serviço cobrado em dólar. E essa picaretagem costuma ser eficaz, pois a maioria dos blogs reverberam o discurso de que tal banda é “rock tipo exportação” e que seus integrantes “estão fazendo bonito na gringa”. Coisa de gente que nunca compôs um hit na vida.

Independente da masterização, nós realmente achamos que Amor Instantâneo tem uma vibe Abbey Road, e, por isso, optamos por citar o nome do estúdio no release. Amamos o Ciro Madd da mesma maneira em que amamos Big Star e Teenage Fanclub. Que cara foda. Esperamos que você também se sinta abraçado quando ouvir esse single novo.

HYPERLINK: Baixe o clássico Sleeping in the Rough Sea, escute essa playlist com o creme de 2015, delete sua conta no Spotify, ignore as listas de melhores do ano que não tiverem nada da Transfusão, siga a fan page, ressuscite seu diskman e leve a sério tudo o que for postado em dealerrr.com/blog.