!!!

não é de hoje que me sinto um peixe fora d’água. na verdade, sou um peixe num aquário imenso que fora colocado em mar aberto. vejo* tudo e todos, distante. não os sinto como antes. não me sinto como era. sinto muito pelo o que virá. não sei o que sou, quem sou e o que tenho me tornado. só vejo o estrago que o tornado causou. as coisas tem piorado de forma significativa sem motivo aparente. além da enorme tristeza, sinto um vazio sem tamanho. solidão. à beira de um precipício, um forte golpe de ar deseja me abraçar a queda enquanto o vento canta a desgraça. infelicidade em tudo o que tento fazer. minha inspiração senta numa poltrona velha, de frente pra mim, me olha e me ignora. isso tem acontecido com frequência. agonia de estar em um lugar absolutamente escuro com inúmeras luzes acesas. visivelmente invisível. socorro. imploro.

a
deus

Show your support

Clapping shows how much you appreciated dêlírios’s story.