O que falta para viver do que se ama?

Aua! Essa foi a minha primeira reação ao presenciar a palestra da Amelia Clark em Piracanga, durante um retiro que eu realizei recentemente. Fiquei fascinada em ouvir do outro, (nesse caso dela) tudo o que eu tenho como verdade e acredito se manifestando em palavras e compondo frases tão harmoniosas. Mas muito mais que isso era observar como estava impactando e tocando todos que estavam presentes.

Eu me senti na obrigação de disseminar na maior intensidade que eu pudesse o áudio da palestra, afinal, toda essa informação materializada tinha como finalidade apropriar as pessoas ainda mais do seu poder infinito de existência. Mas percebi que só o áudio não bastava, afinal 2 horas de palestra não era todo mundo que iria dispor deste tempo. Então resolvi colocar a mão na massa e escrever esse texto, pois tudo que é de valor pra mim é de valor para você e vice-versa.

Percebo que o desejo mais profundo que todos têm (digo isso por mim mesma), é viver com o que se ama e fazer o que ama, mas como ganhar dinheiro fazendo o que se ama? Afinal, ganhar dinheiro exige sacrífico e sofrimento. E é neste ponto entra todo a lógica da palestra que eu presenciei. Você pode não concordar com tudo que vai ser escrito aqui, e nem precisa. Meu desejo é exclusivamente que você receba essa informação, se impondere para transformar e trazer abundância infinita para o seu dia-a-dia e vida.

Mas voltando ao questionamento anterior: porque não posso passar o resto dos dias da minha vida fazendo o que eu amo e ganhando dinheiro? E ai chegamos ao ponto chave: Você pode e veio viver isso! Mas para que isso realmente aconteça você precisa se libertar de algumas verdades intrínsecas com as quais nascemos acreditando e por algum motivo nunca questionamos a sua existência:

§ Crença na escassez: você acredita que o dinheiro que você tem nunca será suficiente, e por algum momento algo vai acontecer e o pouco que você tem, você vai perder, afinal você não é merecedor.

§ Dinheiro é sujo, só gera coisas ruins. “É podre.”

§ Dinheiro só vem com muito esforço, sofrimento e trabalho. Afinal, se ele tiver vindo muito fácil, algo esta errado.

Mas espera! E se eu te disser tudo isso não passa de ilusões e crenças o qual várias instituições de poder impregnaram na gente, para se apropriar do poder naturalmente que temos? E ainda afirmo mais: Você é Deus! Opa! Você dever ter chegado neste ponto e agora esta achando tudo uma loucura, mas permaneça comigo até o final do raciocínio! Se dê essa chance de mudar!

Todo o universo é energia e Deus é a união de toda essa energia, formando uma supra consciência, e nos somos a manifestação dessa consciência. Logo nós somos Deus (fonte suprema, fonte do universo, energia divina, como você quiser chamar). E essa consciência com intuito de experimentar todas as possibilidades da existência, criou o universo neste caso o Planeta Terra. E cada pedaço de Deus, ou seja, essa energia veio experimentar através dos sentidos. Logo, você é um pedaço dessa energia com uma missão, isto é, com uma vibração essencial, sua frequência natural. Então, você veio experimentar esse único pedaço de Deus que você é.

O pedaço de Deus manifestado na matéria, compõe o nosso corpo físico e ele é o meio o qual eu tenho para experimentar.

“Os grandes santos que despertaram do sonho cósmico de maya e chegaram à percepção de que este mundo é uma idéia na Mente Divina, podem fazer o que bem entenderem com o corpo, pois sabem que não passa de uma forma manipulável de energia condensada ou congelada. Embora, hoje, os físicos compreendam que a matéria nada mais é que energia congelada, os mestres iluminados passaram vitoriosamente da teoria à prática, no campo do controle da matéria.” Paramahansa Yogananda, Autobiografia de um Iogue

E para uma boa convivência neste plano de experimentação criamos algumas regras, que na verdade são leis universais já comprovadas cientificamente pela física quântica, e para vivermos em harmonia temos que nos alinhar a elas, no final das contas, fomos nos mesmo que a criamos:

o Lei do livre arbítrio: você pode fazer o que quiser, você é Deus, você criou tudo isso. Parece que não, né? Pois estamos amarrados em necessidades ilusórias.

o Lei da ação e reação: afinal, você tem liberdade para fazer o que quiser, mas toda ação gerada tem sua consequência. E absolutamente tudo (Sim, você leu certo! T-U-D-O!!!) que acontece na sua vida é fruto dessa lei. Não existe vitimização ou destino. Você pode não ter consciência de como determinada coisa aconteceu na sua vida, mas sim, você agiu de alguma forma que desencadeou num processo que gerou consequências para você. Você atraiu isso. Lei do carma, não é castigo, é apenas resultado de toda ação que você realiza.

o Lei da atração: você é energia, vibrando na sua frequência essencial, e tudo que esta ligado nesta sua vibração vai ser atraído por você sem esforço nenhum, para que você posso experimentar, afinal você veio neste plano exclusivamente para isso. Logo, nunca vai te faltar nada. Mas este plano ilusório o qual vivemos hoje faz com que não aceitamos quem somos e achamos que temos que experimentar outras coisas, e não naturalmente o que esta intrínseco na nossa essência, e acabamos misturando as vibrações e passando uma mensagem dúbia para o universo. E com isso geramos uma confusão nas nossas vidas. Pois estou emitindo uma vibração contraditória a minha essência. E porque fazemos isso? Porque “Ser” quem realmente somos é muito difícil, é doloroso, da medo, afinal queremos ser aceitos e amados dentro da programação da sociedade que vivemos, e então preferimos fingir ser outro. Mas chega um momento que essa mentira cansa, e quando você se apropria de quem você realmente é, a sua vibração natural, tudo é libertador, começa a fluir de uma forma inexplicável e as coisas chegam, afinal tudo que eu vim experimentar esta garantido, com suas devidas proporções.

o Lei da abundância: tudo é energia, e é infinita. Tudo é abundante, e tem muito disponível. Pode até não estar vindo pra você, pois chegará o que você permite, pois como você já sabe, você tem livre arbítrio pra escolher e decidir o que quiser.

Resumindo tudo isso, de acordo com leis universais, somos Deus e viemos experimentar a nossa vibração essencial escolhida. Mas por muito tempo (na verdade centenas de anos) nos levaram a crer que não somos Deus, e tentaram nos separar da consciência divina que esta intrinsicamente dentro de nós. Com isso se criou um consciente coletivo que marca que Deus não existe, e se existe eu sou pecador. E a gente se perdeu na busca de fazer para experimentar o nosso Deus interior. Nós somos poder por natureza, mas em algum momento deixamos de acreditar nisso. Nossa ambição é natural. Pois somos pedaço de Deus, e Deus é poder.

Atualmente nesse momento de transição planetária que estamos vivendo, a dinâmica é você descobrir quem você é, se desvincular dessa ilusão de não reconhecimento que se arrasta há anos. A vida é essa dinâmica em que você descobre que é Deus, busca viver o caminho da iluminação, o caminho da autodescoberta. Você é hoje um agente de mudança vivendo neste momento crucial, e só vai conseguir ajudar os outros quando estiver vivendo a frequência que você veio experimentar verdadeiramente.

Como eu posso ser esse agente de mudança, me reconhecer, viver do que eu amo, experimentar o que eu vim experimentar? Uma das coisas é resignificar a sua relação com dinheiro. Dinheiro hoje é a energia de manifestação mais forte que temos. Ele possui a capacidade de manifestar as coisas em segundos. Dinheiro proporciona eu viver com mais facilidade, ajudar a experienciar o que eu sou, apenas para isso ele existe, nada mais que uma ferramenta.

A energia do dinheiro em sua essência é pura. Como se fosse um grande sol bem dourado claro (retratado muito próximo conforme a foto deste texto). Nosso sol físico é nossa maior manifestação dessa energia e é parecido com que é Deus. Dinheiro e Deus são parecidos, pois dinheiro cria quase tudo, assim como Deus cria tudo. E nós somos Deus, logo podemos criar o que desejamos, usando o dinheiro como ferramenta. O dinheiro segue o seu livre arbítrio, ele se caracteriza como bom ou ruim na mão de quem estiver usando-o e dependendo pra qual finalidade.

Então o que eu desejo aqui é que você faça as pazes da a sua relação com dinheiro, e que você tenha muito para viver do que você ama, manifestar na sua essência, para mudarmos o mundo e torna-lo um lugar melhor. Um lugar iluminado, de amor e abundância.

Aceitei e reconheça o que é seu por essência, aceite em dar e receber a abundância. Tudo que você doa volta 10 vezes potencializado, fomente a corrente do dar e receber. Pois toda vez que você doa você fortalece o Deus dentro de você. Fortalecendo o seu Deus interno, você está cada vez mais próximo de viver do que você ama, ou simplesmente viver do amor manifestado.

Like what you read? Give Deise Nicoletto a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.