Amor

Um dos sentimentos mais belos que o ser humano é capaz de expressar e experimentar é o amor. Algo inexplicável, impossível de mensurar, incontrolável, difícil de racionalizar e utópico. Esse é o amor! Quase que indescritível. Descrito na bíblia como sendo parte do próprio Deus.

Mesmo diante de toda essa dificuldade de compreensão essa expressão divina da natureza humana é cantada, declarada, declama, sintetizada em versos é evidenciadas de diversas formas.

No grego antigo há quatro palavra para descrever as facetas do amor. O Eros é o “amor” que brota há flor da pele que é sentido em uma atração física entre um homem é uma mulher alimentando pelo desejo de possuir.

O PHILOS é o amor que conhecemos expressado pela amizade o que envolve partilha não pura satisfação de prazer , o amor em que existe um sentimento de reciprocidade de diversas formas tanto intelectual, emocional como em características que teremos em comum.

Amor FILEO aquele que nossa família nos apresentar, que parece estar embutido em nós. O amor que une pai e filho, irmão e irmãs, netos e avós. E é inerentes a nível de relacionamento familiar.

É em fim a mais bela forma de conceitualizar o amor, ÁGAPE. O amor Cristão. Auto-sacrificial que não espera nada em troca antes oferece tudo que tem. Esse não espera nosso merecimento, pois tem por característica doar-se em favor daqueles que não o merecem.

Existem esses clássicos formatos de amor descritos pelos gregos e vários outros que famosos filósofos ousaram expor.

Só que diante de tantas belas apresentações de tal magnífico sentimento nós criamos é preferimos viver com o amor que o sociólogo moderno Zygmunt Bauman trouxe a tona.

O amor líquido que inunda nosso tempo. Um amor que como o próprio conceito diz por si mesmo é um sentimento que ao menor contato com o tangível se liquefaz, escapa por entres os dedos.

Infantil que busca satisfação do próprio ego não consegueguindo atingir um estado sólido para enrijecer os relacionamentos de nossa sociedade.

Um amor frágil que deforma-se em um simples movimento.