Eu conheci alguém

Então, acho que tu deverias saber disso, eu conheci alguém…. Não foi algo planejado nem nada, foi numa dessas coisas do dia a dia, entende? Um momento curto que muda tudo e muda o modo que você vê as coisas. Ela disse uma coisa, eu disse outra e eu tive a impressão que aquela conversa poderia se estender muito e não me importaria caso se estendesse.
Aí a gente se encontrou mais uma vez, e a conversa voltou a fluir e eu tenho a impressão que eu quero muito continuar essa conversa até o fim dos meus dias. Eu sei que talvez seja cedo pra pensar nisso, ainda tenho muita lenha pra queimar nessa vida, mas ainda assim, ela é o tipo de pessoa com quem eu posso confiar e contar. Provavelmente a única pessoa com quem eu queira conversar no final de um dia ruim. Ela é meio problemática, meio perturbada em alguns sentidos, um pouco danificada pela vida. Longe de ser perfeita, com tantos defeitos quanto eu. 
A questão é que neste momento da minha vida, não vejo como estar com essa pessoa. Tenho coisas a organizar, e talvez nunca consiga isso. Tenho que me acalmar mais, me esquentar menos, ser menos carente, ser mais compreensivo. Corrigir todos os erros que cometi no passado nesse sentido de coisas que eu enumerei antes. Ser o tipo de pessoa com quem se pode conversar e construir um reino junto, sabe? É provável que essa pessoa e eu não tenhamos um final “feliz para sempre”, mas esse sentimento que está dentro de mim, que me faz levantar pela manhã pensando em como ser uma pessoa melhor ou como ser mais racional nas coisas é uma coisa que me faz tão bem. Eu sinto falta disso.
E agora vem um fato engraçado, essa pessoa é tu.
E eu sei que eu estraguei tudo entre a gente, mas acho que é necessário colocar pra fora isso que está dentro de mim. Não, isso não é um pedido de volta nem nada nesse sentido, é mais um desabafo sobre uma coisa que tem me incomodado. Não existe um dia que eu não acorde pela manhã me perguntando sobre como você está ou quanto eu queria ser “menos eu” na época que nós estávamos juntos.

Enfim, acho que já falei mais do que deveria.
Auridenes Alves
16/02/2016