CRIX & Esposo

Logo logo completarei 25 anos de casado. E, cada vez mais, – como se houvesse uma receita perfeita, uma fórmula infalível ou um truque misterioso – me perguntam qual o segredo. Apesar de sempre responder que não faço a menor ideia! Pode ser sorte, acaso ou providência. Sei lá! Certamente não é amor. Ou o amor é incapaz de resistir ao casamento, ou (sozinho) não tem condição de mantê-lo. Sei o que você deve estar pensando: sim, somos um casal minoritário. E fazemos muitas escolhas incomuns, por exemplo, respeitamos sacrossantamente a privacidade um do outro. Nossa individualidade é inquestionável e inviolável. A CriX não é minha, ela é dela mesma. Por que estou postando isso hoje? Por que sou um esposo sem nome, e tenho enorme orgulho disso. | dercinei@email.com

Like what you read? Give D. Figueiredo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.