OS SETE PASSOS PARA SER UM PASTOR DE SUCESSO

Domingo (11/06) será comemorado o DIA DO PASTOR BATISTA. Atendendo a incontáveis e insistentes pedidos, revelarei o segredo para ser bem-sucedido:

1.º | Não tenha escrúpulos. E não se envergonhe, se constranja ou se desculpe por isso. Para simular santidade, isole-se; e a fim de parecer importante, ostente. Se não tiver dinheiro, use títulos (as pessoas adoram pedaços de papel e de metal, mesmo inúteis, comprados ou imerecidos). E, em último caso, invente e atribua a si mesmo posições como, por exemplo, Quarta Pessoa da Trindade, ou melhor, Quaternidade.

2.º | Demonize o mundo e mantenha o controle de tudo. E insista que você, e só você, tem procuração divina para falar em nome dEle. Logo, jamais admita ser criticado, contrariado ou julgado por quem quer seja. Você, intransferivelmente, é o ungido do Senhor. E, como tal, tem foro especial por prerrogativa de função na Casa de Deus, ou seja, só pode ser julgado pela mais alta instância divina (uma das outras três pessoas da Quaternidade).

3.º | Encontre uma Igreja que se adeque ao seu plano de negócios e ao seu planejamento estratégico pessoal. Enquanto isso, feito uma nuvem de gafanhotos, pule de igreja em igreja. Não ligue se devastá-las, quanto mais igrejas no currículo, melhor.

4.º | “Time is money”, então, não desperdice seu tempo com valores, pessoas e relacionamentos. Concentre-se nos números. Lembre-se: vale tudo e qualquer coisa para atrair mais consumidores ao seu shopping da fé, ao seu supermercado religioso e ao seu parque das diversões espirituais.

5.º | Distribua placebos e panaceias a todos. Faça muitas e enormes contas para Deus pagar. E alimente generosamente os mais pobres com pão, ópio e circo, todavia só se assente à mesa dos ricos. Aliás, mude de opinião sempre que for conveniente. Diga que é visão, revelação, mistério… assim ninguém vai questioná-lo. O importante é estar sempre ao lado dos poderosos.

6.º | Faça-se indispensável. Finja descentralizar, mas mantenha tudo gravitando ao seu redor: tanto os indivíduos (filhos, discípulos, seguidores ou servos), quanto as franquias do seu empreendimento eclesiástico (é o olho do dono que engorda a ovelha no pasto). Use e abuse da culpa, do medo e do excesso de atividades para cativar. E se ensaiarem alguma liberdade, autonomia ou independência: parta para o ataque e, já que eles querem ser livres, não faça prisioneiros. Em relação aos seus iguais [RS!], faça alianças, mas se eles ficarem no seu caminho: atropele-os. “Business is business” e é importante ter o que deixar de herança para seus filhos além de um sobrenome sumo sacerdotal, dinheiro em paraísos fiscais e tesouros no Paraíso.

7.º | Não se importe com críticas. Todo crítico, ou é invejoso, ou é incompetente, ou é mau-caráter, ou é um endemoniado. Afinal de contas, quem em sã consciência não quereria fazer o que você faz, possuir quem você possui, ter o que você tem e ser quem você é?

Pastor, espero ter sido útil, e se fui, depois lhe passarei minha conta para o depósito de uma encorpada oferta espontânea e voluntária. Parabéns pelo seu dia!

Graça & Força | Dercinei Figueiredo
dercinei.tumblr.com cotidianas2.tumblr.com

ESTA É UMA OBRA DE FICÇÃO BASEADA NA LIVRE CRIAÇÃO E SEM COMPROMISSO COM A REALIDADE, QUAISQUER SEMELHANÇAS COM NOMES, PESSOAS, LUGARES, FATOS OU SITUAÇÕES REAIS TERÁ SIDO MERO ACASO OU COINCIDÊNCIA.

Like what you read? Give D. Figueiredo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.