BRASIL- 5º maior produtor têxtil e 4º maior produtor de vestuário do mundo.

“Levantamentos bibliográficos sobre o mercado têxtil, re-pense.”

O Mercado Têxtil do Brasil é gigantesco. Alguns levantamentos estatísticos para repensar sobre a produção têxtil do nosso país.

O Brasil conta com produção média de confecção de 6,7 bilhões de peças dentre elas vestuário, meias e acessórios, cama, mesa e banho.

Uma produção média de 1,8 milhão de toneladas, ao ano.

Emprega atualmente 1,5 milhão de empregados diretos e 8 milhões de pessoas adicionados os indiretos, dos quais 75% são de mão de obra feminina. Como o 2º maior empregador da indústria de transformação, perdendo apenas para alimentos e bebidas (juntos), detem 32 mil empresas formais no Brasil todo. Somos o 4º maior produtor de malhas do mundo, o segundo maior de produtor de DENIN e o 5º em consumo do mesmo, ainda o 5º maior produtor têxtil e o 4º em produção de peças do vestuário.

- See more at: http://www.abit.org.br/cont/perfil-do-setor#sthash.Dqb2QtO9.dpuf

Tabela retirada do site: http://gotexshow.com.br/mercado/

Segundo uma pesquisa realizada pelo GOTEX (Feira Internacional de produtos Têxteis), o Brasil é responsável por 2,40% da produção mundial em Têxtil e 2,60% da produção de vestuário sendo o único país da América do Sul com posição de destaque na produção têxtil mundial. (dados sem data).

Foto retirada do site: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/economia/pernambuco/noticia/2016/07/08/industria-textil-demite-430-trabalhadores-em-paulista-243589.php
“Apesar de ser um dos grandes produtores/consumidores mundiais do setor, tem uma participação ainda pequena no comércio internacional, ocupando o 33º no ranking de exportação de produtos têxteis e de vestuário, característica de uma economia voltada ao mercado interno com baixo volume para exportação.” (GOTEX, 2017)

Os dados mostram que mesmo mesmo estando na 5º colocação em produção, exportamos muito pouco, em comparação ao volume de importações, que e quase o mesmo.

Tabela retirada do site: http://gotexshow.com.br/mercado/

No montante geral, conclui-se que em 2012 por exemplo, dados de confecção geral somando os dados de vestuário, acessórios, linha lar e outros, mesmo com o aumento de exportações e o decréscimo de importações ainda temos números altíssimos.

- Exportação→ 19.225 mil toneladas de têxteis

- Importação→ 193.388 mil toneladas de têxteis

_____________________________________________________

  • O Brasil produziu 174.163 toneladas de têxteis em 2012, só de artigos já confeccionados, sem incluir nesse percentual a soma dos outros segmentos.

A ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção) publicou no dia 22/05/2017 uma reportagem sobre a importação no setor de vestuário do Brasil com a China:

gráfico retirado do site: http://www.abit.org.br/noticias/importacoes-de-vestuario-da-china-duplicam-em-abril
“Em volume, as compras de produtos chineses alcançaram 6.810 toneladas em abril de 2017, contra 3.362 toneladas no mesmo mês de 2016. Apenas em abril de 2017, as importações chinesas representaram 75,7% do total de vestuário importado pelo Brasil, que no mês foi de 3.362 toneladas. De janeiro a abril, as importações chinesas somaram 76,1% de 38.734 toneladas importados no ano.”

O Brasil tem uma das maiores produções têxteis do mundo e grande parte desta produção não é exportada, permanece aqui. Produzimos toneladas/dias e quando olhamos por região temos uma análise mais fácil de entendimento:

tabela retirada do site: http://gotexshow.com.br/mercado/
São Paulo, com uma população de 17 milhões e 1.500 km2 de área, é o maior centro comercial, industrial, financeiro e cultural no Brasil. É também um importante agrupamento da indústria têxtil, com mais de 300 fabricantes locais, o que contabiliza 60% dos 500 maiores no Brasil.” (ABIT,2017)

São Paulo detêm 29% da produção da cadeia. Os números levantados aqui, relativos a toneladas geradas por um país de dimensões continentais, realmente não parece gerar impactos tão severos no nosso dia-a-dia.

Analisando esses números , a pergunta que se faz necessária:

→PARA ONDE VAI TUDO ISSO?