Afiadas — Entrevista Desvio

Desvio
Desvio
May 18 · 4 min read

Em comemoração ao aniversário de 1 ano do nosso barzinho, hoje entrevistamos o Desvio. Nascido no carnaval de 2019 e abrindo suas portas, oficialmente, em maio do ano passado, esse lugarzinho mais que especial trouxe a oportunidade de novos projetos se concretizarem (alô @festalamina). A ideia sempre foi promover cultura e garantir aquele cantinho especial para você tomar um drink Bem Barbiezinha ou sentar na calçada da Rua Ramalho Ortigão para tomar um famigerado litrão. Acompanhe esse talk que tivemos e acenda uma velinha para comemorarmos.

Image for post
Image for post
@martasupernova

TF: Como surgiu a ideia de criar um bar? Por onde começaram?

DSV: Nós 3 já tínhamos trabalhado juntos antes e um momento de encontros do destino começamos a produzir a Dissolvë. Fazer uma festa de música eletrônica independente, ainda mais voltada para o techno, não é simples e na época tínhamos poucos conhecimento de como produzir um evento. Aprendemos muito juntos durante quase 2 anos e foi nosso primeiro filho. Dessa parceria nasceu a ideia de um espaço físico, permanente, que nós pudéssemos realmente investir nossa energia e movimentar outros pequenos projetos, apoiar novas iniciativas, pessoas e criar conexões como víamos acontecer na Dissolvë mas de forma duradoura e com uma base.

Image for post
Image for post

TF: O Desvio é considerado um bar inclusivo, que apoia movimentos independentes. Como foi para vocês, durante esse 1 ano, encarar e administrar essa potência?

DSV: O Desvio é um espaço que nos abriu a experimentação total, ninguém tinha uma grande experiência em administrar um espaço e a gente acreditou desde o início que com o propósito de trabalharmos realmente em conjunto com as pessoas iríamos conseguir passar etapa por etapa. E tivemos muits guias no caminho, tantos olhos e mãos que nos ajudaram a construir esse espaço inclusivo, cada pessoa que passa pelo Desvio vai construindo uma parte dele e por nós experimentarmos quem vem também se sente aberto a experimentar, sentir. Estar atenta também é uma chave, se nós estamos atentas aos que estão ao nosso lado conseguimos criar um espaço que abrace tods.

Image for post
Image for post

TF: Como vocês tem se organizado como estrutura comercial nesse momento que estamos passando?

DSV: Essa tarefa não vem sendo fácil, todos pequenos negócios foram brutalmente afetados e nosso foco agora é continuar movimentando e apoiando nossa rede e nos estruturando para uma reabertura. Estamos ouvindo muitas pessoas e trocando com outros comerciantes para imaginar como serão esses novos tempos. Acreditamos que a união e a conversa entre os pequenos nesse momento é essencial para enfrentarmos o futuro.

Image for post
Image for post
@dudapedreira

TF: Qual foi o momento mais “Desvio” para vocês?

DSV: São muitas histórias e momentos que nos marcaram ao longo desse ano mas um momento que sempre voltamos foi o primeiro dia que realmente abrimos o espaço, antes de qualquer reforma, do jeito que pegamos. Fizemos 5 dias do carnaval de 2019 e o primeiro dia, que era pra acabar cedo e ser um dia tranquilo, virou uma Festa Até as 4h. Tava uma chuva absurda e o Nanam tinha alagado, a festa ia ser lá e quando viram que não ia rolar e tínhamos tudo ali pra acontecer nem pensamos duas vezes. Foi uma loucura, a rua ficou cheia assim que a chuva parou e foi uma noite de muitas recordações. Acho que esse foi o primeiro nascimento do que a gente viu se desenvolvendo ao longo desse ano.

Image for post
Image for post
@escolademisterios

TF: Como foi para vocês ocupar o Centro do Rio? Houve muitas dificuldades?

DSV: Pra nós é uma honra estarmos conseguindo trazer presença para a Ramalho Ortigão e o Centro e esse sempre foi um dos nossos principais focos, mas ainda consideramos que estamos longe da nossa meta final. Ter moradia acessível em mais partes do centro do rio, transformando o bairro em um bairro residencial e não só comercial, essa ainda é a maior dificuldade e isso é a verdadeira ocupação. Vida urbana 24h e não esporádica e potencializada por eventos e locais espaçados, potencializando os comerciantes que já ocupam e vem resistindo durante todo esse tempo no Centro. A epidemia nos colocou algumas casas atrás desse objetivo, mas sabemos que é um movimento genuíno é inevitável.

Image for post
Image for post
@desvio__
Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store