Trabalhar em coletivo. Inspirações.


Eu sempre fui uma pessoa que fica bem sozinha. Não tenho medo de viajar, estudar, trabalhar, dormir ou almoçar sozinha. Quando tem alguma situação a ser resolvida, a tendência é sempre dizer: “Deixa que eu resolvo”. As vezes faço um esforço incrível para resolver tudo do meu jeito e sem pedir ajuda aos outros!

Mas quem disse que não posso pedir ajuda quando as coisas ficam pesadas? Será que faz sentido fazer tudo esse esforço?

Ultimamente procurei mudar essa atitude, trabalhar na Baobba ajudou no processo, e agora estou percebendo que a vida fica mais leve. Diria que estou mais feliz.

Recentemente estive no Hiperespaço o Thiago Ami apresentando o projeto da Escola Cidade Ayni e muitas das palavras que ouvi nesse dia ressoaram em mim por alguns dias:

“O significado da vida é aprender…somos todos partes de uma grande malha…justo significa encaixado no todo…”.

Palavras me lembrando que cada um está nessa vida percorrendo um caminho individual, mas que esse caminho faz parte de algo maior, um todo perfeito.

“Tudo é como deveria ser”. Ele disse.

Se tudo é como deveria ser, eu posso deixar de ter medo e posso confiar nos outros, aceitar o que vem para mim sem necessariamente ter o controle. Que paz me deu ouvir isso e como fez muito sentido para mim!

O que está ao nosso redor está ai para poder aprender com ele, é somente ficar atento. Simples assim.

Eu posso pedir ajuda, eu posso deixar os outros resolver, eu posso me encaixar num projeto coletivo e confiar que cada um vai contribuir na construção do todo porque estamos conectados ao propósito maior.

Estar na Baobba significa para mim tudo isso. Aqui estamos todos num grande processo de aprendizado. Tentando nos conhecer, tentando lidar com conflitos, tentando deixar as coisas acontecerem, confiando no processo e acreditando que,no final das contas, o que realmente importa é compartilhar os aprendizados.


#autoconhecimento #empreendedorismo #individual #coletivo

Like what you read? Give Desy Frezet a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.