Reconhecendo estereótipos racistas na mídia norte-americana
Suzane Jardim
1K138

Ótimo texto, extremamente didático e com uma pesquisa invejosa de informação e cultura.

Porém, tenho um questionamento ou dúvida a cerca do tema e comportamento futuro: devemos procurar banir esses modelos de personagens dos próximos romances, roteiros e narrativas? Pois, como o exemplo do personagem do Tarantino, é difícil afirmar como um male, ou como um alusão, infelizmente, de época.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Diego Jovit’s story.