Se apaixonar facilmente é fazer papel de trouxa?

Se apaixonar fácil pode ser bom, se você souber o que fazer com essa paixão, como lidar com ela, ou pode ser ruim pelo o que ela pode fazer com você e daí vem aquela sensação de estar fazendo “papel de trouxa”.

Por esses dias andei pensando se o fato de se apaixonar fácil para uma pessoa impulsiva seria ruim. Cheguei a conclusão que seria péssimo rs. Principalmente se a outra parte não corresponder. Mas para alguns isso é ruim de qualquer maneira.

Por outro lado, eu acho algo mágico que você consiga se apaixonar seguidas vezes, é uma das coisas que faz com que nos sintamos vivos, com vontade de fazer algo, colocar em prática, viver isso da melhor maneira possível. Mas é como disse ali no início, se você souber como lidar com ela pode ser positivo. Caso deixe ela dominar a situação é provável que você quebre a cara.

E convenhamos, a paixão está além do físico da pessoa, se for só isso é atração e nada além disso. Você se apaixona pelos detalhes, pela conversa, pelos gostos em comum. Se a pessoa desperta isso em você, talvez valha a pena olhar com mais carinho, dar mais atenção, de repente existe uma reciprocidade e você não percebeu.

Agora se tal sentimento começa despertar e não há retorno, amiguinho(a) cai fora. Porque é provável que você vá quebrar a cara e ficar mal. Outro ponto é a pessoa saber que você gosta dela e tirar proveito da situação. Fica aqui, fica ali e nada. Nem aquele papo de tentar algo mais sério. E nem me venha com a desculpa de que “o sexo é bom” ou “o beijo é maravilhoso”. Sai de perto sem olhar para trás. Amor próprio.

Muita gente quer um relacionamento bom, feliz, perfeito com aquela pessoinha dos sonhos, nem sempre é possível. E digo não ser possível com a tal pessoa, porque a boa notícia é que da pra se construir um ótimo, mágico relacionamento com uma pessoa inesperada. Por que não mencionar o “perfeito”, porque não há relacionamento perfeito. Existe aqueles com muito mais pontos altos que baixos, agora perfeito não. As coisas em comum vão unir vocês, mas as diferenças vão mantê-los juntos, desde que faça ambos crescerem dentro da relação.

E como eu vivo dizendo, se apaixone sim, se apaixone mais, viva mais. No final das contas todos queremos ser felizes. E, convenhamos é meio difícil conseguir isso sozinho. É mais legal com uma boa companhia.