Vida social e companheirismo

É incrível como estar num bar com outras pessoas abre sua mente (meio óbvio , mas tudo bem!). É incrível também como surge fácil o assunto relacionamento numa mesa. Meio que não importa a idade, o assunto apenas vem.

Engraçado também como as pessoas te imaginam e se surpreendem quando veem que você não age de tal forma. E essa tal “forma” seria comunicar o companheiro(a) de que está num bar, de que vai chegar em casa um pouco mais tarde, que saiu com pessoas do seu trabalho, curso, faculdade. Sim, as pessoas comprometidas também fazem isso. Ah! Para que fique claro, isso não é “dar satisfação”, é comunicar. Isso faz parte do companheirismo, independente do grau do seu relacionamento.

Você ter um vida social que não seja com seu/sua companheiro(a) não tem nada de errado, pelo contrário é sadio. Estar com outras pessoas, falar sobre outras coisas, sentir a leveza do assunto, dar boas gargalhadas. E sim, você pode frequentar um bar mesmo que não consuma álcool.

Ser sincero com seu/sua companheiro(a) faz com que seu relacionamento fortaleça, cria-se um elo de confiança. Você ficará mais à vontade de várias formas dentro com a pessoa. Ah! Já ia me esquecendo…você pode estar lá com a pessoa amada, porque faz parte e também é legal que ela conheça outras pessoas, que você a coloque dentro seu círculo de amizades, mostrar que ela está inserida naquele grupo também.

Agora se você acredita que dar um “perdido”, ou mentir sobre estar num local e não estar é o correto, amiguinho(a) reveja seus conceitos. Você não está pronto para um relacionamento e se isso for verdade coloque isso na mesa, seja claro e siga seu caminho. Não fique empacando quem quer de fato viver algo sadio e seguro.