O que diabos aconteceu com a GERAÇÃO Y?!
Ícaro de Carvalho
14.6K715

Cara, uma dúvida. O que você construiu com esse texto? Foi um desabafo, tudo bem. Mas e daí? Você critica a pessoa que te respondeu a 1:00 am, mas você mandou uma mensagem para ela as 23h. Se você não conseguiu se desconectar do seu trabalho nesse horário, o que te dá embasamento para julgar a pessoa que está conectada ao trabalho a uma da manhã?! Ela abriu e respondeu a mensagem porque ela estava vendo algo pessoal dela e te respondeu. Qual o drama nisso? Sabe se ela deixou de dormir porque estava pensando no trabalho para avaliar se isso é bom ou não?!

Sua colocação é que nossos pais eram felizes pois sentavam no sofá da Mesbla e tal. Pergunta para eles se eles eram felizes. Felizes mesmo. Em todas as esferas da vida deles. Uma dica: Não eram. Eles queriam estar em casa pois não aguentavam o trabalho. E essa insatisfação foi transportada para você, para mim, para toda uma geração quando eles simplesmente deixaram a gente fazer o que gostamos desde crianças até a escolha da carreira. Trabalhar para pagar as contas não vale a pena. Quer culpar alguém? Olha para os seus pais, os pais dos seus amigos, entre outros pais dessa geração.

Eles sim sabiam se divertir? Realmente… Devia ser super divertido ter vivido a ditadura militar, inflação a mais de 200% ao ano, para falar com a sua família que morava em outra cidade no interior era uma vez por mês e quando o telefone chegava lá! É… Bons tempos que não voltam mais…

As suas colocações, embora deturpadas, fazem algum sentido. Mas e daí? Vamos pegar em armas, lutar contra o sistema que nos engana para que? Só para dizer que somos livres? E daí? Vai fazer o que com essa liberdade? Como eu disse, a colocação é válida, mas a revolta por revolta contra o sistema não vai levar a lugar algum. Reclamar por reclamar é apenas desperdício da sua energia que poderia ser alocada em alguma coisa construtiva.