Maioridade, faculdade, responsabilidades e insegurança

Cheguei em um momento da vida onde eu não pertenço a lugar algum.

Não estou na cidade onde cresci e vivi (até agora) a parte mais importante da minha vida. Não estou do lado das pessoas que eu gosto. Moro provisoriamente com a minha mãe em um estado que não é o meu. Durmo em um quarto que em uma semana já não terá mais meu cheiro. O lugar pra onde eu vou? Bem, ainda nem o visitei. Não sei dizer qual é a cor da parede para qual irei olhar todos os dias para entrar em “casa”. Não sei onde ficam os copos e talheres. Tudo o que tenho são duas fotos e um endereço. E quando sair de lá? Sairei de um lugar que não é meu e ficarei de mãos atadas. Voltar para a casa da minha mãe? Para as regras dela? Não é assim que imagino minha vida aos 22.

Crescer é assustador e eu não sei por quanto tempo eu vou aguentar viver com esse peso.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mariana Guerra’s story.