Então deixa lhe perguntar: Você já parou para pensar o por quê da rejeição ao feminismo?
Eduardo Medina
1

Claro que já pensei em tudo isso, inclusive já fui uma mulher que rejeitava o feminismo, justamente pela visão deturpada do movimento que eu tinha, assim como vc a tem — sobre o ódio aos homens e superioridade feminina. Feminismo, como descrevi no artigo, não tem nada a ver com isso. Tem a ver com a equidade, que prega a justiça independente de sexo, cor, raça, gênero. A rejeição se dá pela falta de conhecimento sobre o real objetivo do movimento, focando apenas no extremismo que prega a misandria. Eu rejeitava por isso e também por estereotipar as feministas como mulheres pouco femininas, que não gostavam de se depilar e fazer procedimentos estéticos, algo que eu não me encaixava e via isso de maneira TOTALMENTE ERRADA. O feminismo está aí para justamente fazer as mulheres entenderem que não precisam deixar de fazer coisas por causa do gênero delas. Ninguém é obrigada a nada, inclusive a não se declarar feminista. Mas falar do movimento, sem o conhecimento real da causa, aí sim é de falta de empatia e capacidade de compreensão.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.