E se a realidade explodisse?
Carla Ferro
61

“Mas a nós, que não somos nem cavaleiros da fé nem super-homens, só resta, por assim dizer, trapacear com a língua, trapacear a língua. Essa trapaça salutar, essa esquiva, esse logro magnífico que permite ouvir a língua fora do poder, no esplendor de uma revolução permanente de linguagem […]” R. Barthes

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.