O Brasil tem se destacado com uma grande potência internacional no mundo das startups e já possui diversas empresas faturando alto, principalmente no setor de tecnologia.

Com a grande quantidade de informações disponíveis na internet e a grande variedade de cursos de marketing digital oferecidos, mais pessoas a cada dia tem colocado suas ideias em prática e iniciado a sua própria startup, aumentando ainda mais o mapa de startups no Brasil.

O que é uma Startup

Para que você considere uma empresa como uma startup, ela deve ser inovadora e ter um custo de manutenção baixo e que ao mesmo tempo possa crescer rapidamente de forma escalável gerando lucros cada vez maiores sem a necessidade de aumentar expressivamente o seu custo de manutenção.

Segundo o Wikipedia:

Uma startup, termo da língua inglesa sem tradução oficial para a língua portuguesa, é uma “empresa emergente” que tem como objetivo principal desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio, preferencialmente escalável, disruptivo e repetível.

Antes de tudo, lembre-se de se preparar para apresentar o seu negócio e entenda cada processo de forma completa. Faça cursos no setor, aprenda tudo sobre marketing digital e startups e prepare seu pitch!

Como conseguir investimento para a sua Startup

A busca por investidores é uma parte importante para muitas startups. Afinal, nem todo mundo economizou patrimônio suficiente, pegou dinheiro emprestado de familiares e amigos ou do banco.

A procura de investidores anjo parece, então, uma boa saída.

Em média, um investidor anjo participa de 6 ou 7 Startups

Lembre-se, o retorno esperado sobre o capital empregado é importante. Essas expectativas de lucro são bastante diferentes. Basicamente, os investidores anjos distinguem entre quatro fases:

A primeira fase é a mais arriscada. Neste momento, existe uma ideia e um conceito, mas geralmente nada que possa ser comercializado de forma lucrativa.

É por isso que os investidores anjo esperam um retorno médio de cerca de 70% nesta fase. Na última fase é “apenas” cerca de 25% em média.

Isso é muito, você provavelmente pensa. Por um lado: sim, por outro lado: não. Como muitas ideias falham nesta fase — especialmente na propagação e como uma startup — e os inestidores podem perder o dinheiro que investiram, eles precisam fazer um cálculo misto na esperança de que pelo menos algumas das empresas financiadas “consigam”, pois sabem que é um investimento de risco.

Alguns investidores, utilizam estratégias para reduzir suas perdas financeiras causadas por startups “morrendo”:

Eles podem acompanhar uma empresa por um período maior de tempo para contribuir com sua experiência. Isso também pode ser traduzido como “proteger o seu capital”.

Outra possibilidade é peneirar radicalmente os requerentes de seu capital. Mas que critérios ele usa?

Know-how do Investidor Anjo e potencial de crescimento da empresa-alvo como critérios de investimento na primeira fase de seleção

Os investidores anjo geralmente investem em indústrias

Exame preliminar do projeto / empresa (triagem preliminar)

Se possível, tomadores de capital (pessoas e empresas que precisam de capital) são conhecidos, segue-se a pré-triagem (verificação preliminar). A maioria dos investidores anjo tem ideias muito precisas sobre os parceiros que procuram. As cinco perguntas mais importantes que você fará a si mesmo são:

Se a verificação preliminar for aprovada, ocorre uma verificação da empresa (due diligence).

A esta altura, você pode estar se perguntando sobre o que é toda essa confusão e se você realmente deveria procurar um investidor anjo. Afinal, até agora você não tem controle sobre se sua Startup é mesmo interessante para um investidor anjo.

Mas se o investidor anjo acha você interessante e, portanto, está comprometido com você, então você não pode apenas colocar o capital dele como a maior prioridade, mas acima de tudo:

E isso pode compensar muitas fraquezas de uma fundação (e cada um tem algumas!).

O fundador como fator de seleção essencial na auditoria da empresa (due diligence)

Durante a auditoria da empresa, você tem uma grande influência na avaliação de seu Investidor Anjo potencial para alguns pontos essenciais:

Intimamente relacionadas a isso estão as razões mais importantes pelas quais um investidor anjo se recusa a trabalhar com uma startup. Eles resultam quase perfeitamente da auditoria da empresa. E uma vez que muito depende da sua avaliação como fundador, você pode começar por aqui:

  • Mostre sua competência . Seja confiante, mas não arrogante ou indiferente. Uma apresentação séria dá ao investidor confiança em você.
    Ou você investiria no projeto de um estranho que você considera incompetente e indigno de confiança ?
  • Quanto melhor for o seu conhecimento do setor , melhor. Isso também inclui uma avaliação realista do potencial de mercado . — Coloque seus conhecimentos em um plano de negócios bem desenvolvido e atraente!

Se essas coisas forem fornecidas, um acordo por escrito e o envolvimento ativo de seu Investidor Anjo podem ser feitos.

Como encontrar o seu investidor anjo — Mapa Startup -resumo:

  • Suas características pessoais (competência, confiabilidade, boa apresentação) e
  • o potencial empreendedor de sua empresa planejada (conhecimento da indústria, potencial de mercado do produto ou serviço, plano de negócios bem desenvolvido)

Conclusão

Quanto mais ativo você for (networking, busca ativa por um investidor anjo) e quanto melhor você se apresentar, assim como seus planos, maiores serão suas chances de conseguir um investidor para a sua startup.

Para saber mais sobre o mundo das startups e o mapa de startups no Brasil, acesse o site https://spin.capital/mapa/ e saiba mais.

Este post Como conseguir investidores — Mapa Startup apareceu primeiro em Dinheiro de Verdade.

Aprenda como ganhar dinheiro pela internet e como criar um negócio online de sucesso!https://pt.gravatar.com/dinheirodeverdademkt

Aprenda como ganhar dinheiro pela internet e como criar um negócio online de sucesso!https://pt.gravatar.com/dinheirodeverdademkt