Cyber Agent — a Startup das Startups na Ásia

Image for post
Image for post
Cyber Agent Group via Wikipedia

Quando pensamos em novos modelos de negócio, em “STARTUPS”, qual o local vem a mente?

Talvez a maioria dos brasileiros responda Silicon Valley. O ecossistema do “Vale”, é um modelo desejado por muitos países. A cultura do risco (high stakes), aliada a universidades e pessoas multiculturais, produz empresas que escalam o globo, e até o espaço.

Graças a inovação e a qualidade da plataforma, criada por lá, e crescendo no Brasil, tenho acesso para escrever um pouco sobre o ecossistema da Ásia, em específico, uma Startup do Japão. Talvez, com mais informação, outros brasileiros sigam o exemplo de Eduardo Saverin que investe na região dos novos unicórnios.

O ECOSSISTEMA JAPONÊS

No Japão, investimento de VC não é algo novo. Além da 500’s e outras globais operando aqui, há empresas japonesas de venture capital com mais de 40 anos no mercado, como a Jafco, e a NVCC com centenas de IPO’s na região. E mais, dezenas de CVC (Corporate Venture Capital), que aumentaram seus investimentos em 2016.

As universidades japonesas, atraem mentes brilhantes de várias partes do mundo, não só as famosas Todai, Kyoto e Waseda, mas também, do interior, como a TUT.

Quando o Japão seguir os exemplos de Carlos Ghosn, com gestão multicultural e inglês como língua oficial, acredito que haverá mais “unicórnios” saindo daqui.

A Startup das Startups

Image for post
Image for post

Dentro do ecossistema japonês, destaco hoje a Cyber Agent Group. Com valor de quase $4B na bolsa de Tokyo. Fundada em 1998 por Sussumu Fujita, tem como maior missão, “Become a global company by developing Internet services for the world.” ou “Se tornar uma empresa global, desenvolvendo serviços de Internet para o mundo”.

A Cyber Agent fez seu IPO, 2 (dois) anos depois da sua fundação. Uma prática recorrente das startups japonesas, James Riney escreveu um excelente artigo sobre o ecossistema de startups na terra do sol nascente.

Com esse conceito de IPO como “Series B”, grande parte dos fundadores, mesmo ao iniciar, se preparam para responder aos acionistas, com “Press Releases”, demonstrativos financeiros e cultura empresarial.

O ponto forte da Cyber Agent é a inovação na cultura empresarial.

8 Inovações de gestão:

  1. CA8 ・Limite máximo de 8 diretores sendo 2 cadeiras rotativas a cada 2 anos.

O número de empresas dentro do grupo CA cresce a cada ano. Hoje são 12 no grupo de mídia, destaque para AbemaTV, com mais de 10 milhões de usuários cadastrados. 19 no grupo de publicidade online. 13 no grupo de games, destaque para CyGames, produtora do hit Rage of Bahamut. E 7 no grupo de Bizdev.

Do grupo de Bizdev, a Cyber Agent Ventures ou CAV, trabalha “hands on” no estilo “Giving Back” para os empreendedores fora do grupo. Com 10 escritórios na Ásia, investe “Early Stage” em startups promissoras na região, com sucesso de IPO’s e M&A em vários países. Destaque para a Crowdworks, empresa que revolucionou o mercado de trabalho no Japão, responsável por valorizar o trabalho autônomo, fora dos grandes centros do arquipélago.

A Cyber Agent, além de continuar com seu mindset de Startup, compartilha de forma clara sua cultura interna e externa, na língua inglesa. Um modelo de negócio global e escalável que vale X”unicórnios” se for bem executado.

Written by

Partnering with #Startups and #VC in 🇯🇵🔄🇧🇷 日系ブラジル人です 沖縄ルーツ デジタル戦略 #Asionalization #Brazionalization on Lkdn

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store