2 — A Sercerdotisa

Entre os dois pilares da luz e das trevas, ou da misericórdia e da severidade, sentada na posição de equilíbrio central, encontramos a Grande Sacerdotisa. Sobre sua cabeça ela tem o símbolo da Lua Cheia, e sob os seus pés encontramos a imagem da Lua Crescente. O equilíbrio é mais uma vez indicado pela cruz solar de braços iguais sobre o seu seio, enquanto ela retira do seu manto o livro da lei sagrada.

Ela é guardiã intuitivamente feminina e virginal do templo dos mistérios; a senhora enigmática da noite, cujo manto azul cobre e revela a natureza das sagradas jornadas noturnas. Embora seja uma virgem, as romãs e as palmas no véu do templo atrás dela indicam a atividade das energias das polaridades masculina e feminina.

Trata-se de uma mulher grande, sugerindo um desafio à supremacia masculina.Às vezes é chamada de Ísis, antiga deusa egípcia da fertilidade, irmã e esposa de Osíris.

Ela é capaz de absorver e reter significativas quantidades de pormenores diversos e concretos, mas acha difícil projetar essas informações no cotidiano e aplicá-las de modo que sejam práticas e significativas para ela mesma. A Grande Sacerdotisa é a protetora dessa sabedoria, assim como também é quem distribui esse conhecimento para os outros. É uma preceptora.

SIGNIFICADO DIVINATÓRIO

Sabedoria. Julgamento correto. Conhecimento sereno. Sagacidade. Bom senso. Cultura. Compreensão. Serenidade. Esclarecimento. Objetividade. Discernimento. Educação. Habilidade para ensinar e instruir. Previsão. Intuição. Endentimento. Percepção. Segurança. Emoções ocultas. Ausência de sentimentos. Incapacidade de partilhar. Relacionamentos platônicos. Ttendência para evitar envolvimentos emocionais. Ocasionalmente, fala demais. Às vezes é demasiado prática. Uma boa professora.

SIGNIFICADO CABALÍSTICO

  • Décimo Terceiro Caminho: De Tiphareth a Kether
  • O Caminho de Gimel — A Grande Sacerdotisa
  • A Segunda Carta
  • Cor do Caminho — Azul
  • Som relacionado — Sol Sustenido
  • Planeta — Lua
  • Significado — Camelo
  • Letra-Dupla — Paz-Guerra
  • Título Esotérico — A Princesa da Estrela de Prata
  • Letra hebraica: GHIMEL

O Décimo Terceiro Caminho é a Inteligência Unificadora, assim chamado porque ele próprio é a Essência da Glória. Ele é a Consumação da Verdade das coisas espirituais da pessoa.

Considerando o Caminho d’A Imperatriz, um caminho de afetuoso cerceamento (literalmente, uma volta ao útero cósmico) e proteção maternal, o Caminho d’A Grande Sacerdotisa pode parecer um tanto desconcertante. É como se a Mãe Suprema tivesse removido sua máscara sorridente para revelar sua verdadeira face, a qual, embora linda, é fria e inexpressiva. Toda a ajuda material d’A Imperatriz desapareceu. Não há mais ilusões. Temos de enfrentar a realidade cristalina do nosso livre-arbítrio, a tarefa mais difícil dos Mistérios relacionada com a travessia do Abismo.

Idéia Fundamental:

Sobre uma coluna central, ou sobre o caminho direto da flecha, prosseguimos do primeiro ponto de contato entre os mundos humano e divino para o limite mais elevado da Divindade numa perigosa jornada noturna, precariamente equilibrados nas costas de um camelo.

Lema:

“O indescritível, Aqui é realizado; A alma-Mulher nos leva para cima e para diante!” Goethe: Fausto, parte 2

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.