Desmembrando o Jogo: Relembrando a franquia SAW -Parte 2

Chegamos a segunda parte do especial sobre Jogos Mortais (SAW), e agora em termos cronológicos chegamos a um ponto crucial da história, já que nessa parte poderemos considerar como o “meio” da saga. John Kramer agora está prestes a morrer e precisa de ajuda urgente se quiser se manter vivo por mais algum tempo. Jogos Mortais 3, pra mim, é o melhor filme da cinessérie até então como também é um dos poucos filmes genuinamente românticos de terror/suspense.

Explico: vemos toda hora em cena um tom bem mais pessoal do jeito em que Amanda(Shawnee Smith na sua melhor atuação na serie) e Jigsaw se relacionam. Mas não é um relacionamento físico, mas completamente sentimental, já que Jonh a salvou e de certa maneira conseguiu tirá-la de um caminho bem pior do que está hoje. E ele, como veremos mais a frente na parte 3 deste especial, tem motivos para se apegar a ela além do fato de ser o primeiro “teste” que deu certo. Ele tem afeição a ela, porque de acordo com sua filosofia de vida, perdoar também faz parte. E o perdão vai ser explorado na trajetória de Jeff (Angus Macfadyen) e Lynn (Bahar Soomekh).

Jeff vive a sombra da morte do filho, enquanto Lynn não aguenta a pressão de manter sua família unida e procura conforto em medicamentos e no amante, que também quer que ela tome uma atitude em relação a sua vida. Enquanto Jeff tem que aprender a se desprender do passado (essa ideia será importante no futuro), Lynn reaprende a viver quando tem que manter JigSaw vivo, senão sua cabeça explode, literalmente. Mas Kramer construiu tudo isso para que Amanda seja testada, já que por causa de sua loucura e traumas, ela constrói armadilhas sem chance de sobrevivência, deturpando o trabalho dele. Mas Amanda não entendeu os movimentos que insinuavam que aquilo é um jogo, e com a ajuda de uma misteriosa carta ela cede a pressão e acaba fazendo merda. No final, Jeff mata Amanda, e na sua ultima jogada, Jeff acaba matando Kramer, que faz a cabeça de Lynn explodir e e onde está escondida sua filha permanece um mistério.

Em Jogos Mortais 3, somos apresentados ao detetive Hoffman(Costas Mandylor), personagem que será de extrema importância daqui pra frente, que é amigo do policial Rigg (Lyriq Bent),e ambos serão personagens principais de Jogos Mortais 4, ultimo filme com Darren Boussman na direção, com muitos problemas de gravação, talvez pelo fato de estar gravando simultaneamente ‘Repo! the Genetic Opera’. Apesar de na época de lançamento não ter curtido muito o filme (por exatamente te dar a sensação de “Historia Sem Fim”) hoje em dia revejo ele não só como um bom produto mas outra peça essencial para a franquia.

Rigg não consegue aceitar que a pessoas, as vezes, não podem ser salvas. E ele procura já a seis meses o rastro de Eric Matthews (Donnie Wahlberg),que como vimos em Saw 3 conseguiu escapar da corrente, espancar Amanda e ficar com seu final em aberto. Porem ele é aprisionado pelo misterioso segundo ajudante de Kramer, já que deduziram que Amanda nem Kramer, nas portas da morte, poderia fazer certas coisas. Então Rigg é submetido a jogar o jogo, mas não como vitima, mas espectador/condutor, fazendo que os criminosos que joguem façam suas próprias escolhas, enquanto Rigg tenta não interferir. Enquanto isso, os agentes Strahm (Scott Patterson) e Perez (Athena Karkanis) investigam os passos de Rigg, atual suspeito por trás do desaparecimento de Hoffman, que está numa armadilha junto com o moribundo Matthews, além de conhecermos maissobre a origem de John Kramer e os motivos mais profundos e dramáticos que o levaram a fazer o que faz, graças as informações dadas pela ex-mulher de Jonh, Jill (Betsy Russell).

Jonh Kramer e Jill procuravam ajudar as pessoas numa clinica de reabilitação numa área violenta da cidade. Jill estava gravida,e no momento em que um desses viciados tira a vida de seu bebê, Kramer fica extremamente abalado, e depois de descobrir o câncer e o acidente de carro, ele muda completamente e começa a praticar seus jogos, naquela que considero uma das melhores armadilhas da serie. Jigsaw respeitava o poder do controle que nos é dado, mas como percebeu, as pessoas não querem ter que controlar seus destinos, e não dar valor as vidas que vivem,então ele vai virar o “professor” dessas pessoas. Atenção nas cenas do hospital, varias participações bacanas de antigos jogadores da serie estão por lá.

No fim, vários personagens do passado de Rigg, Hoffman e Jigsaw são correlacionados, levando até a fabrica abandonada Gildeon (nome do filho morto), onde temos a confirmação que Saw 3 e Saw 4 se passam no mesmo período de tempo. E no fim das contas, Rigg não passa no teste, não consegue salvar Matthews da morte e temos a revelação que Hoffman é o segundo aprendiz de Jigsaw, acabando que temos dois jogadores em que lutam pelo legado de Jonh. Já descobrimos que foi Hoffman que escreveu a carta que deixou Amanda completamente abalada, e que Strahm, que estava perseguindo Rigg, fica preso em na sala em que Jigsaw morre. Como a primeira cena do filme cronologicamente é a ultima, sabemos provavelmente que todos serão encontrados na sequencia, mas o que ele diz no começo/ final do filme será muito importante para as próximas partes (tradução livre abaixo):

“Você sente que tem agora o controle, não é? Você acha que se livraria do teste. Eu prometo que meu trabalho vai continuar. Que me assegurei disso. Ao ouvir essa fita, alguns vão assumir que este é o fim, mas ainda estou no meio de vós. Você acha que acabou só porque eu estou morto. Não acabou. Os jogos apenas começaram.”

Na parte 3: Trabalho de detetive, Era Hoffman e juntando o quebra-cabeças.


Originally published at caveabovethemansion.blogspot.com on Diogo Oliveira.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Diogo Oliveira’s story.