No que você está pensando?

Abri o facebook e de cara ele me perguntou: No que você está pensando? Inevitavelmente comecei a pensar no que eu estava pensado e logo me questionei: É para ser sincero? Irei postar para todos os amigos meus pensamentos mais íntimos? É claro que não!

Logo em seguida comecei a pensar no que poderia escrever para os outros, meus amigos, gostarem e ou me acharem uma pessoa inteligente e bacana, por que você tem que parecer uma pessoa legal, bacana, inteligente etc… para os outros, não é?

Ok, então vou lá nas profundezas do meu lindo cérebro em busca de algo legal, alguma sacadinha, um texto sarcástico, talvez? Não, pera, vamos atrás de uma matéria bacana, de preferência em inglês. Hum… que tal uma foto? Tipo aquela que você postou agora pouco? Não! Já postei uma foto! Ah, já sei, um vídeo foda, ou algum meme, vamos procurar!

Pera aí, que porra é essa? A pergunta era simples: No que você está pensando? Olha só aonde você foi parar Diogo! Puta que pariu! Não sabe responder uma simples pergunta?

Pairou uma dúvida no ar, confesso.

Percebi, que agora, não iria postar nada, o que eu estava pensando já não era mais o que realmente eu estava pensando, aquele pensamento já tinha ido embora faz tempo, sendo assim, pra mim, não fazia mais sentido.

Me peguei numa discussão interna de qual seria o pensamento que eu estava pensando que seria bacana para os outros me acharem uma pessoa bacana!

WTF?

Então resolvi sair um pouco do facebook e vir aqui pra fora, pra vida. Quantas vezes você não se pegou nessa discussão interna? Pensando em coisas pra agradar os outros, pra ser aceito, pra se sentir especial ou somente pra acharem que você é foda!

E quantos personagens, máscaras e fantasias criamos para as pessoas gostarem da gente? Ou para ser aquilo que você quer que os outros achem de você?

Muitas, não? E muitas vezes sem nem percebermos.

Tá, mas quem é o culpado por isso? O PT?

Não, não é o PT, mas sim aquele carinha bem conhecido, que todos chamam de Ego, sim ele, o Ego. Ele que é o responsável por criar um eu externo, que vive para os outros e não para você, ele que cria todo esse conflito interno sobre o seu eu externo.

Sendo assim, pare de alimentar e viver para o seu ego, comece a viver para você, seja mais sincero com o seu eu verdadeiro, esse seu eu nu, sem personagens e máscaras. Você será muito mais feliz, irá viver com muito menos preocupações, ter uma vida bem mais leve e com mais sentido.

Então não se esqueça:

Like what you read? Give Diogo Garcia a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.