Grindr detalha os números da Olimpíada

O Grindr liberou, nesta sexta-feira, o balanço geral da performance do aplicativo na Olimpíada. Ao todo, foram 14 milhões de mensagens enviadas no Rio durante os Jogos e um total de 38 mil usuários ativos na cidade.

O anúncio foi feito com uma singela alfinetada no Daily Beast, que foi alvo de críticas ao ter exposto atletas que estavam no armário e usaram o serviço de encontro na Vila dos Atletas:

(‘Sem necessidade de Daily Beast’)

Quem mais enviou mensagens foi o pessoal da ilha de Curaçao, com uma média de 350 por dia por pessoa, seguidos pelos rapazes do Qatar (273) e Bahrein (270). No quesito imagens, quem liderou o ranking de envio foi a República Tcheca, com uma media de 116 fotos enviadas por dia por pessoa. A medalha de prata ficou com a África do Sul (91), seguido pelo Qatar (73).

Brasil x Estados Unidos?

De acordo com o relatório divulgado no site oficial, foram identificados usuários de 109 países, com destaque para o Brasil (32,1 mil), EUA (1,9 mil) e Reino Unido (623). Os países mais procurados pelos usuários brasileiros foram Estados Unidos, Reino Unido e Argentina, na ordem.

Paralelamente, os brasileiros foram procurados majoritariamente por americanos — foram 207,9 mil mensagens enviadas por perfis dos EUA aos brazucas. Reino Unido (57,5 mil), México (40,1 mil), Argentina (38,6 mil), França (34,3 mil) e Espanha (32,3 mil) foram outros países que também se mostraram interessados, digamos, no ‘produto nacional’.

Se americanos e brasileiros revelaram um caso de amor olímpico entre os dois, os russos se mostraram mais multinacionais. Em média, cada usuário da Rússia no Rio entrou em contato com pessoas de 8,1 diferentes nacionalidades — contra 8,0 da África do Sul e 7,0 de El Salvador.