Querida família tradicional brasileira,

vamos falar sobre o outro?

Foto | Pinterest

Tenho uma singela proposta para vocês, que tal descerem desse altar particular onde estão enclausurados e se permitirem realizar essa leitura honestamente?

Não gostou que dei início ao papo sem muitas firulas? Vem cá, deixa eu falar uma coisa para vocês: hoje eu quero que vocês sejam capazes de ler as minhas grosserias também. Esforcem-se.

Todos os dias sou devorada por olhares. E o de vocês estão inclusos. Vocês julgam a minha roupa, meu jeito de falar, o meu comportamento, quem eu beijo, com quem eu durmo, a minha forma física. Nada escapa. E eu estou tão cansada, exausta de falar sobre isso e de tentar fazer vocês entenderem, que seria muito mais interessante se vocês gastassem a energia de vocês cuidando das suas próprias questões e causas. Vem cá, julgar não cansa?

Já pararam para pensar que tudo isso que vocês aprenderam também causou frustrações e limitações em vocês mesmos? Como é ter um futuro pré-moldado, sem muitas surpresas no caminho e com prazo prévio para cumprir cada etapa?
Quem vocês seriam se libertassem suas algemas da tradição familiar-patriarcal-normativa?

Usariam as mesmas roupas? Ficariam com os mesmos pares? Sabia que vocês podem dormir de boca aberta e – pasmem! – isso não os deixam menos charmosos. Já pensou ter um emprego que não te dá preguiça de acordar?

Vocês, pelo menos, conseguem entender que do lado de cá não acreditamos em uma vida como as suas?

Agora, vem cá, family tradiça, já que vocês não conseguem deixar de ser as grandes cobaias da tradição, de uma vida pré fabricada, será que não dá pra tentar deixar os corajosos que não querem ser como vocês arriscarem em paz?

Foto: Internet
Eu sei que, apesar de tudo, você não vai querer ser um sugador de felicidades alheias, não é mesmo?

Então é simples, vou te ensinar: nos deixe ser que apenas seremos!

Livremente,

Família Contemporânea Brasileira

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Mariana Gama’s story.