Bússola Anômala

Ela decreta as regras, conduzindo minha existência, orientando-se pelo mapa do meu pretérito. Por esse mapa ela projeta meus passos em direção aos conflitos, ela se abastece através de minhas memórias, me presenteando com dissabores recordados. Agressivamente ela toma de minhas mãos o leme da razão e atropela as leis humanas. Me tornei seu mártir. É uma bússola anômala que percorre seu próprio fluxo. Ela me direciona para sítios equivocados, mas tenho criminalizado a rota em seu posto. Recentemente estou pagando sua pena, condensando experiências perniciosas e contribuindo para a construção de um Eu corrompido. Ela me guiou para um abismo, o mesmo lugar que a encontrei. Estava jogada aos pedaços. Acho que arrastou um prestigiado para cá também…Mas pelo visto, seus laços foram cortados a partir deste ponto. O sujeito não deve ter encontrado outra maneira, a não ser ter largado a bússola e seguido o coelho branco.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Dâmaris Diniz’s story.