Letter of Intent — Daniel Peixoto

Olá!

Me chamo Daniel, sou formando de Administração pela PUC Minas. Venho através desta carta contar um pouco sobre mim para a J&J e possivelmente me tornar um colaborador.

Vou começar contando um pouco da minha trajetória, que mesmo sendo pequena, já possui alguns acontecimentos. Tudo começa em 1994 quando eu nasci em Nova Lima — MG, meus pais moravam aqui em função da profissão do meu pai que é Engenheiro Metalúrgico. Creio que fui uma criança bem “normal”, apaixonado por esportes, jogos eletrônicos e inglês. Aos 11 anos tivemos que nos mudar para o interior do Mato Grosso, novamente em função de uma mudança de emprego do meu pai, mas essa mudança não durou muito, foi um ano muito difícil, eu e minha mãe não tivemos sucesso com a adaptação e consequentemente no ano seguinte nos mudamos novamente, desta vez para Itaberaí — GO, onde eu desenvolvi toda minha adolescência, aos 18 anos terminei meu ensino médio e me mudei para Goiânia, onde tive a primeira experiência em morar sozinho e ter algumas responsabilidades. Naquele momento eu cursava Engenharia da Computação, o que não durou muito…

Aos 19 anos e algumas semanas de faculdade, meus pais tomaram a decisão de voltar para Nova Lima — MG, eu não tinha motivos para ficar longe deles, e nem mesmo estava interessado o tanto quanto imaginei pelo curso de Engenharia da Computação, então decidimos voltar, fiz um novo vestibular aqui em Minas, desta vez na PUC Minas, anteriormente estudei na PUC GO, ainda insistindo na área de TI, passei para Ciência da Computação, e bem na hora da matricula uma oportunidade surgiu, meu pai decidiu viajar para os Estados Unidos para visitar minha tia que morava lá a anos. Não havia mencionado antes mas eu sou um admirador dos Estados Unidos e aquela era minha chance de subir na “carona” e conhecer este lugar, além de colocar em pratica tudo que estudei da língua e antes não tive condições de usar, resumo da opera, a viajem foi ótima, tive uma experiência inesquecível, aprendi muito, errei muito no inglês, mas foi de extrema importância.

No ano seguinte (2014) ingressei na PUC Minas no curso de Ciência da Computação, ainda não me sentia confortável, não sabia qual rumo seguir, só sabia explicar a conexão com a tecnologia que eu tinha criado desde pequeno, acontece que no final das contas eu realmente não me enxergava ali, e após fazer uma serie de consultas com minha psicóloga com enfoque no meu futuro profissional, chegamos a conclusão de que aquilo não estava me satisfazendo, mas que no curso de Administração eu poderia me encontrar, e foi o que aconteceu, no ano de 2015 eu pedi transferência interna e comecei o curso que me definiu e me fez encantar por varias outras coisas que eu não sabia que tinha aptidão ou me interessaria.

Bom, hoje estão completando quase 4 anos de curso, estou me formando, muita coisa aconteceu… Algumas tristes, meus pais não estão mais juntos, as coisas ficaram tensas por bastante tempo, o que me afetou drasticamente na faculdade, mas que no final dei a volta por cima e irei formar dentro do esperado. Também tiveram coisas boas, conheci minha namorada, inclusive hoje estamos completando 3 anos de namoro, que me ajudou muito nessa situação difícil, me deu auxilio para manter o foco na universidade, me mostrou a importância da dedicação às coisas que eu amo.

Acho que tudo isso demonstra um pouco de como meu caráter foi construído, como me posiciono com desafios, mas uma das coisas que mais me orgulho é nesse meio tempo ter conseguido estagiar em duas empresas, em 2017 como estagiário de marketing na Take.net e atualmente na CEMIG uma gigante do setor elétrico, estou aprendendo muito sobre planejamento e gestão estratégico. Me orgulho das minhas conquistas financeiras que são pequenas, mas com esse primeiro estagio consegui juntar dinheiro suficiente para voltar aos Estados Unidos em dezembro de 2017 com minha namorada para aprimorar a língua e fazer turismo, e final desse ano estarei indo para Europa ficar 1 mês conhecendo novas culturas.

Os assuntos que mais me dedico atualmente como hobbie, é estudar música, toco violão e estou aprendendo teclado, além de compor músicas, estou aprendendo duas novas línguas, espanhol e francês, comecei a investir no mercado financeiro, tanto em renda fixa como variável e tenho estudado muito sobre como o mercado funciona e no meu tempo de total lazer acabo jogando com os amigos no computador, assistindo series, planejando e fazendo viagens. Meus amigos me elogiam por ser uma pessoa alegre, brincalhonas, cheio de conhecimentos gerais, costumo planejar todas nossas viagens em grupo, costumo cuidar nas contas da viagem, que tenho inciativas bem inovadoras e valores respeitáveis.

Para ser sincero não havia pensado muito em todas essas oportunidades de Trainee, eu sou bem pontual, me inscrevi nas que realmente me despertam interesse, que possuem valores com que eu consigo me identificar e fazem sentido para eu me empenhar diariamente buscando a evolução da empresa. Entre as poucas que eu me dediquei à dar continuidade nas etapas mais aprofundadas, caso esta, eu tenho enorme respeito, identificação e vontade de fazer parte, por este motivo eu me inscrevi para a oportunidade, para poder crescer profissionalmente, mas também impactar a vida de outras pessoas de forma positiva.

Minha conclusão traduz um pouco de tudo que foi falado nessa carta, me imagino velhinho ou não estiver mais aqui, como alguém que foi lembrado, foi amado pelas pessoas ao meu redor, promoveu ações que impactaram o mundo de uma forma positiva e trouxe alegria e conhecimento por aqueles que tenham cruzado meu caminho ou alcançados de alguma forma pelos meus feitos. Desculpa pelo tamanho da carta! Juro que pessoalmente não falo tanto, espero fazer parte da J&J que ainda conheço somente por palavras e pelos produtos, mas espero conhecer internamente e fazer parte da grandeza que essa empresa representa para todos.

Obrigado.

Daniel Nogueira Tartaglia Peixoto