3 razões para ser demitido

Existem fatores que levam as pessoas a serem demitidas em seus empregos. O primeiro fator está relacionado a “Falha na liderança”, que em muitos casos não deve resultar em demissões. Se a empresa estiver com problemas na gestão, não vai ser demitindo funcionários que as coisas serão resolvidas. O correto é remediar a situação e dar o apoio necessário para sua equipe.

Uma demissão diante dessas circunstâncias só deve ser realizada dentro do prazo de experiência, mas ainda assim aconselha-se apenas mudar a pessoa de cargo. Por quê?

Se esse funcionário foi capaz de passar no processo de seleção da empresa, isso quer dizer que ele possui o perfil que a organização deseja e demiti-lo seria uma decisão sem sentido. A melhor solução de acordo com esse caso, é buscar outra função em que o profissional tenha a capacidade de prestar um ótimo serviço.

O segundo fator responsável por demissões em muitas organizações são os “Problemas pessoais”, que também é considerado injusto se resultar na saída de um colaborador. Empresas que zelam por valores e princípios na sua gestão, não atiram em seus soldados feridos. O correto, em momentos de dificuldade, é mostrar-se disponíveis a resolver esses problemas, passando para todos a mensagem de que a organização está junto com eles.

Muitas empresas não tem interesse em entender as dificuldades que seus funcionários estão passando, tendo uma visão de que o acolhimento é uma perda de tempo e de dinheiro. Esse tipo de atitude só contribui com a piora do funcionário e como consequência disso, vem a demissão.

Só é considerada válida a demissão, em situações em que mesmo com o apoio da empresa, o colaborador não desenvolve as melhorias esperadas, ou caso o problema coloque em situação de risco colegas de equipe ou clientes. É importante identificar o apoio da empresa em meio as dificuldades, mas também deve ser observado se o colaborador está progredindo.

O terceiro e último fator selecionado diz respeito a “Incompetência”, que tem ligação direta com problemas comportamentais ou em relação a sua capacidade de realizar as atividades dentro da empresa.

Em muitos casos não existe clareza quando de fato ocorre a demissão, se foi por má comportamento ou por incapacidade de executar as tarefas. As empresas nesses casos devem buscar alternativas para reduzir ao máximo o número de demissões. Como?

Um colaborador não deve ser demitido pelo simples fato de não ter obtido êxito na sua primeira venda, geralmente tratado como um teste de aptidão. A forma mais certa é aproveitar o perfil aceito pela empresa e desenvolver neste a habilidade de vendas, antes de testa-lo é importante prepara-lo para a função designada.

Se você pensa em abrir seu próprio negócio foque não foque apenas nos clientes externos, dê a atenção devida aos seus colaboradores, busque entender as necessidades de cada um e os apoie. A meta deve ser nunca surpreender no que diz respeito a demissões, dê todas as oportunidades necessárias para que haja mudança prezando pela permanência desse membro na equipe. Seja sempre um líder que trata as pessoas com dignidade e preze pela generosidade.


REFERÊNCIAS

RAMSEY, DAVE. LÍDER EMPREENDEDOR: SEJA O LÍDER QUE ESTRUTURA E DESENVOLVE EMPRESAS. SÃO PAULO: NOVAS IDEIAS, 2014.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.