Desmotivação: O sistema educacional está parado no tempo.

O sistema educacional atual é um reflexo da revolução industrial com matérias lecionadas de acordo com os interesses das grandes empresas que focavam na padronização alcançando os resultados desejados. As escolas possuíam uma organização similar às das fabricas, com horários regularmente marcados, campainhas sinalizando o início e fim dos períodos.

150 anos se passaram e quase não é possível notar uma atualização no sistema de ensino, as escolas da atualidade continuam matando a criatividade tornando as pessoas cada vez mais robotizadas. Nós, seres humanos, adquirimos algumas habilidades e desenvolvemos outras com o tempo, mas a maioria das pessoas vivem a vida inteira sem explorar esse potencial.

É fácil notar que na maioria das instituições de ensino superior, em média, 50% dos estudantes que ingressam acabam não se formando, tudo isso por conta do mal aproveitamento e da desmotivação adquirida durante o ginásio e ensino médio.

O sistema educacional deve evoluir diante do avanço tecnológico. O modelo de aprendizagem através da memorização de informações não é mais necessário, tendo em vista que a maioria dos alunos possuem acesso à internet e essas informações estão contidas nesse ambiente para consultas, não deixando de ser importante o estudo e entendimento desse conteúdo.

Existem habilidades que são enfatizadas por todos, desde grandes profissionais do mercado a especialistas em educação, como a criatividade, colaboração e pensamento crítico. Os mercados mudam rapidamente e os ambientes seguem esse fluxo. Nós, estudantes e profissionais, somos e podemos ser substituídos por maquinas que realizam determinadas atividades com mais eficiência que o ser humano.

A evolução do sistema de ensino atual deve seguir o seguinte pensamento:

“Se o tédio é a causa número um da evasão escolar, então o nosso sistema educacional novo precisa ser eficaz, escalonável e altamente divertido. Se realmente quisermos preparar nossas crianças para o futuro, o aprendizado precisa se tornar viciante.”

Atualmente existem diversos estudos visando aperfeiçoar os métodos de ensino, alguns deles se inspiram na diversão das crianças e adolescentes, como os videogames. Os especialistas perceberam que o aprendizado deveria ser mais parecido com os jogos do que com a escola.

Um exemplo desse novo modelo de aprendizagem é encontrado na escola Quest2Learn, uma escola pública de Nova York com um currículo baseado no projeto de videogames e na cultura digital onde os estudantes começam o semestre no nível zero e lutam para subir ao nível 1, a nota considerável máxima.

É de nossa responsabilidade promover essa revolução quebrando velhos paradigmas e mostrando que o modelo industrial está ultrapassado e não satisfaz mais as necessidades da sociedade e do mercado que está em constante evolução.

-

-

-

-

REFERÊNCIAS

DIAMANDIS, PETER; KOTLER, STEVEN. ABUNDÂNCIA: O FUTURO É MELHOR DO QUE VOCÊ IMAGINA. 1. ED. SÃO PAULO: HSM, 2012.

-

-

-

Klismann Barbosa

(Bacharel em Administração de Empresas)

Facebook: https://www.facebook.com/KlismannBarbosa

Telefone: +55.71.99283–1282

E-mail: klis007@hotmail.com / klismannbarbosa@outlook.com