Papagaios Virtuais

Quero saber o que ainda estou para descobrir
 E entender o que ainda vou aprender
 Quero falar sobre o que ainda preciso pensar
 E decidir sobre questões que ainda não são

Criar e garantir que seja bom
 É urgência de primeira prova
 Que tem que ser perfeita, a que ficará
 Desta impressão maluca que você teve

Sem ter tempo a perder
 Vou desvendando erros, acertos
 Até onde posso chegar
 Com palavras já tão donas da razão

E mesmo sem saber se descobri
 Ou se aprendi o que eu não entendi
 Se o que falo saiu mesmo de mim
 Ou se escolhi repetir sem pensar

Por todas estas mentiras
 Que agora são tão minhas
 Deixo toda culpa para eles
 Que pensaram me enganar

Porque independente dos papagaios que as repitam
 A verdade continuará sendo verdade
 Neste mundo de mentiras virtuais.