Um Dia Realmente Especial

Existem dias bons, e há outros que são realmente especiais. Hoje, por exemplo, as armas foram ao chão, a disputa deixada de lado e o rancor esquecido por filhos e mães orgulhosos em desfile por nossas redes sociais. Foi dia de saudade, de buscar no fundo da memória e em fotos antigas, o melhor sorriso, o mais caloroso dos abraços, o olhar que expressa o que palavras dificilmente conseguem descrever.

Como é importante dias como o de hoje, ainda que muitos tentem desmerecê-lo tornando-o apenas um gatilho comercial, para que voltemos a entender a importância do amor para a formação do elo mais sólido que podemos experimentar numa vida: o da entrega incondicional e sem segundas intenções.

Podemos aprender muito com o amor materno, que está acima das diferenças entre a expectativa (que se pode ter) e a realidade (que acontece); que quer mais do que tudo a felicidade e o bem estar de quem ama sem medir esforços para torná-los possíveis. Que forma e fomenta o crescimento da individualidade, passando a defendê-la com unhas e dentes.

O amor provou mais uma vez, que é um sentimento onde não há espaço para disputa ou concorrência: quem ama verdadeiramente entende que cada um pode ter a mãe mais especial do mundo, ou ser o melhor filho do mundo, e viver em harmonia apreciando o orgulho que cada um de nossos amigos e amigas têm de mostrarem-se melhores também.

Hoje não rolou textão e mimimi. Hoje deixamos de lado a política, os escândalos que tanto nos consomem, as acusações e interpelações desrespeitosas, e juntos construímos uma linha do tempo onde prevaleceu o que temos de melhor e que pode ser a única salvação em meio há tantas rachaduras.

Foi e será sempre pelo amor que conseguiremos estabelecer a ligação (ou restabelecer a relação) ainda que expectativa e realidade não andem lado a lado. Mais uma vez o amor materno ensina e nos mostra que nem tudo está perdido.


Originally published at douglasfreitas.com.