Atlético vence e leva vantagem para o jogo de volta

O Estádio Kleber Andrade recebeu o primeiro jogo da semifinal inédita entre Tupy e Atlético de Itapemirim. Dois times de campanhas distintas, mas que compartilham do mesmo sonho: levantar pela primeira vez a taça do Campeonato Capixaba.

Como foi dito no texto “O que esperar de Tupy e Atlético?”, já era de se esperar que o Galo da Vila não ia se contentar com a vantagem do empate. Logo com dois minutos, o alvinegro de Itapemirim já mostrou seu cartão de visitas: Zizu evitou a saída de bola pela linha de fundo, cruzou para a área, Rodolfo ajeitou e Weliton tocou bonito para o fundo da rede.

O Tupy, em desvantagem, teve se lançar ao ataque, mas não mostrava muita organização. Enquanto isso, o Atlético levava perigo. Aos 13 minutos, Giovanni Pedrini quase marcou contra o patrimônio em cobrança de escanteio de Wendel. Aos 18 minutos, finalmente o Índio Guerreiro ameaçou. Após rebote de cobrança de falta, Jean Sá chutou de primeira, de fora da área. A bola passou tirando tinta da trave do goleiro Ranule.

Aos 31, foi a vez do artilheiro Lambiru ter a chance do empate. Ele recebeu dentro da área um lançamento de Diogo e bateu de primeira, levando perigo ao gol de Ranule. Mesmo assim, o Tupy continuava desorganizado e permitindo o Atlético jogar o seu jogo.

Aos 41 minutos, o Galo da Vila teve a chance de ampliar em sua jogada preferida. Após cobrança de escanteio, Kleber Viana desviou no primeiro pau e Weliton perdeu uma grande oportunidade com o gol praticamente vazio.

Na volta do intervalo, quase um replay do primeiro tempo. Com um minuto de partida, Giovani Perim impediu que Weliton deixasse Rodolfo na cara do gol, chegando de carrinho na bola para afastar o perigo. Eles também quase chegaram ao segundo após um contra-ataque mortal armado pelo zagueiro Kleber Viana. Wendel recebeu frente a frente com o goleiro, mas bateu para fora.

Aos 20 minutos do segundo tempo, uma polêmica que poderia mudar os rumos da partida. O árbitro Devarly do Rosário não marcou um pênalti claro a favor do Tupy, cometido por Ferraz sobre Jean Sá. O juiz ainda puniu o atleta da equipe canela-verde com um cartão amarelo. Seis minutos depois, o Atlético de Itapemirim ampliou o placar, em lance semelhante ao do primeiro gol. Miguel Angelo cruzou para a área, Rodolfo fez o pivô e Wendel bateu colocado para o fundo da rede.

Aos 42 minutos do segundo tempo, o Atlético de Itapemirim teve a chance de fazer o terceiro gol em cobrança de pênalti. Entretanto, Zizu cobrou na trave. Mesmo assim, isso não impediu o Galo da Vila de levar uma ótima vantagem para o jogo de volta, que acontece no próximo sábado, no José Olívio Soares. Já o Tupy, se quiser se classificar para a final do Capixabão 2017, precisará vencer por 3 gols de diferença.

Tupy 0x2 Atlético de Itapemirim — Semifinal, Jogo de Ida Capixabão 2017

Estádio: Kleber Andrade, Cariacica-ES

Público: 354 pagantes

Renda: R$ 4.660,00

Árbitro: Devarly do Rosário

Tupy: Giovani Perim; Vandinho, Diogo, GIovanni Pedrini e Vitinho (Ray); Edson Brejetuba (Fabinho), Gabriel Peruzzo, Thiago Almeida e Jean Sá; Rodolfo (Keké) e Lambiru. Técnico: Eleomar Pereira.

Atlético de Itapemirim: Ranule; Paulinho, Rhayne, Kleber Viana e Marcos Felipe; Araruama (Waldir), Ferraz, Zizu e Wendel; Weliton (Miguel Angelo) e Rodolfo (Kaio). Técnico: Zé Humberto.

Gols:

Primeiro Tempo: Weliton, aos 2.

Segundo Tempo: Wendel, aos 26.