Dozero ao Play: Rafa Resende

Hoje a gente vai contar a história de um projeto criado com o objetivo de conhecer melhor as personalidades e profissionais que nos inspiram dentro do universo da comunicação.

Bom, vamos começar nos apresentando. Nós somos a Dozero, uma agência experimental de propaganda da décima turma do curso de Publicidade e Propaganda do UNIPAM.

A Dozero ao Play é uma rádio colaborativa, onde, toda sexta, é lançada no nosso perfil do Spotify uma playlist feita por um curador diferente. Nosso intuito é simples: criar uma biblioteca musical, onde as pessoas possam se sentir mais próximas de quem admiram.

Pra dar o play neste projeto a gente não poderia deixar de convidar ela, que é publicitária, professora e amante da música: Rafaela Resende.

Rafa é sócia-proprietária da agência de comunicação e marketing Fábrica 5 e professora no curso de Comunicação Social do Centro Universitário de Patos de Minas.

A Rafa mandou muito bem na sua playlist. Ela se abriu e selecionou 20 faixas incríveis, cada uma contando um pedacinho da sua história, que vamos conhecer agora.

Dozero ao Play: playlist de Rafa Resende.

  1. No Dia em Que Eu Saí de Casa | Zezé Di Camargo & Luciano
Sempre vou começar uma playlist com essa, pois ela me permite lembrar que o mais importante que tenho na vida é minha família, que infelizmente o “destino me fez contrariar” e da “pequena cidade” eu tive que sair. Cantei essa música por muitos anos falando que um dia iria embora e hoje que “saí de casa”, sinto uma saudade enorme do meu pequeno São Gotardo e de toda a família que lá ficou.

2. It’s My Life | Bon Jovi

Adoro o arranjo da introdução, a letra, melodia. Essa aí é uma música que escuto quando estou de bom humor, gosto de ouvir no carro, eu piro sozinha ouvindo ela.

3. Burning In My Soul | Matt Maher

Não conheço ninguém que conheça esse cantor, descobri ele ao acaso e foi um achado, porque ele manda bem demais. O que mais toca no som do meu carro? Matt Maher, sempre que vou viajar sozinha, sozinha nada, vai eu, o Raul meu cachorro, Deus, claro, e o Matt Maher.

4. Build Your Kingdom Here | Rend Collective

E assim me apaixonei pelo folk. Essa é uma banda irlandesa que me encantou. Se hoje tem um show que sonho em ir, com toda certeza seria um show desses caras. Escuto eles o dia todo, sem brincadeira, pelo menos na maior parte do tempo que posso ouvir música, são eles que ouço.

5. La Isla Bonita | Madonna

Nunca pensei que Madonna entraria em uma lista dessa, mas por influência de uma das pessoas que mais amo nessa vida, aprendi a gostar de Madonna e sei muita coisa sobre ela. Quem adivinhar quem é esse influenciador ganha uma bala Chita.

6. Stand By Me | The Beatles

Beatles é bom e pronto e amo essa porque é linda, não tem muito o que falar, só que meu inglês é péssimo e eu tento cantar ela todo final de semana, mas fica horrível. Colocaria nessa playlist 90% de Beatles, poque Let It Be é ótima, Yellow Submarine também, e mais um monte. Aí seria uma playlist só dos Beatles, o que não seria um problema. Mas vamos ser mais maleáveis e dar oportunidade pra outros bons também.

7. Love by Grace | Lara Fabian

Então, adoro chorar sozinha escutando música que pra mim é triste, mas que me dá um sentimento tão bom, um alívio. Choro sozinha e fico tão em paz depois. Essa aí está nas mais ouvidas quando me sinto assim, fico lembrando da Carolina Dieckmann raspando o cabelo na novela, é tão triste.

8. Anjos (Pra Quem Tem Fé) | O Rappa

A letra dessa música é perfeita, O Rappa é sucesso, o arranjo é lindo. Ela me faz bem, gosto de música que tem letra bonita.

9. Tempo Perdido | Legião Urbana

Estava na adolescência quando conheci Legião Urbana. Muitos falam que são músicas deprimentes, é deprimente pra quem já é deprimido. Eu acho bonito falar dos sentimentos que temos, mesmo que eles fujam da regra de ser alegres todo tempo. É reflexivo e eu acho um máximo poder fazer isso com música.

10. Cowboy Fora da Lei | Raul Seixas

Quem me conhece imaginaria que Maluco Beleza seria, talvez, a primeira dessa playlist, e não deve entender porque escolhi Cowboy Fora da Lei. Simples, eu acho a letra de Maluco Beleza minha cara, mas amo Cowboy Fora da Lei de uma maneira tão boa, que optei por colocar ela aqui. E por curiosidade meu cachorro chama Raul, adivinha porque? Sim, eu gosto de Raul Seixas e gosto muito.

11. Refrão de Bolero | Engenheiros do Hawaii

Eu gosto e pronto, me transformo em outra pessoa quando escuto ela, porque EU amo cantar essa música.

12. O Amanhã Colorido | Pouca Vogal

Conheci essa música no meu último ano de faculdade e passei o stress do TCC ouvindo ela. Ah, porque ela me acalmava, me fazia um bem danado.

13. Pra Você Guardei o Amor | Nando Reis

Essa aí é pra dor de cotovelo. Esse amor está tão bem guardado que esqueci onde coloquei, agora não tem como usar, um dia eu acho ele e aí a música terá ainda mais sentido.

14. Óculos | Os Paralamas do Sucesso

Oh, eu gosto de Paralamas do Sucesso desde que ganhei meu primeiro porta CD rosa, gravei uma seleção de Paralamas para ouvir no meu discman e era um bapho, porque eu levava ele nas viagens da escola e o pessoal brigava pra sentar do meu lado, porque eu dividia o fone com meus coleguinhas. Como eu era legal. Rs

15. Depois | Marisa Monte

Desculpa se essa música me encanta de maneira que quando começo a ouvir ela eu tenho que escutar ela de novo “depois” e “depois”, pelo menos umas 6 vezes seguidas pra eu ficar satisfeita. Depois.

16. Casinha Branca | José Augusto

Essa música me faz pensar na vida, no quanto a gente dificulta as coisas, e essa tem sido uma das que mais tem tocado no meu fone de ouvido de cada dia. Ela fala mais de mim do que eu poderia escrever, pois um sonho meu hoje é simplificar os problemas e encontrar a fuga do desgaste que muitas vezes nos atinge. Música simples, como diz na letra, mas que me enche de esperança na vida.

17. Cuitelinho | Pena Branca & Xavantinho

E sim, eu curto umas modas de viola também. Lembro bem da época em que eu e meus amigos de São Gotardo “Panelão” íamos pro sítio da minha avó, e às 4 da manhã tínhamos que ir pro meio do pasto pra tocar e cantar essa música. Saudades dessa época.

18. Lá Vem o Alemão | Mamonas Assassinas

Eu gosto de Mamonas Assassinas, tive o álbum de figurinhas deles que vinha no chiclete. E essa é a que mais gosto, mas tem também Mundo Animal que é muito boa. É idiota sim, mas adoro essas coisas que não tem a obrigação de ser boa. É uma opção: ou você acha graça, ou você é um sem graça. Isso é muitooooo bom!!! Rs

19. Sorriso Resplandescente | Dragon Ball

Gosto de séries, filmes, animações… e representando todo esse mundo, essa música aí, que é um clássico na vida de boa parte das pessoas que curtem esse “universo”. Agora fala sério, é fofa não é?

20. Rara Calma | Rosa de Saron

Essa banda representa muito de mim, muito do que já vivi. Sou religiosa sim e não tenho vergonha disso, mas grande orgulho. Toco em missas e grupos de oração já há 13 anos e não pretendo parar. O tempo voa e isso me assusta, pessoas vem e vão, a gente sofre, cresce, amadurece e a música continua, a vida continua e viver com música tocando em nossas emoções: alegres, tristes, reflexivas, faz da vida mais bonita. A música faz a vida melhor.

Como não se sentir amigo de infância da Rafaela depois dessa biografia musical? Obrigado, Rafa, por compartilhar seu tempo e suas histórias com a gente. ❤

Siga e escute a playlist completa clicando aqui.

Curta também a nossa página do Facebook.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.