Sobre você

Jon, 26/07/2016

Eu olho para essa foto e eu sinto uma paz tão grande, Jon… Acho que você nem imagina! Tanta que se fosse necessário elencar uma única sensação para relacioná-la a sua pessoa eu escolheria justamente “paz”, porque nada me traz tanta calma nesse mundo quanto esse seu sorriso lindo, a ciência da sua existência e a certeza de que você está comigo, para o que der e vier!

É engraçado pensar que quando eu te conheci as sensações que você provocava em mim estavam bem distantes desse ideal de harmonia e tranquilidade que hoje experimentamos. Você não me dava nem um pouco de paz, muito pelo contrário! Chegou chutando logo a porta e tirando a pouca que eu tinha, me fazendo ir de um pólo ao outro das emoções quase o tempo todo, sempre rápido demais. Acho que isso acontecia porque você era diferente demais de mim e de tudo que eu já tinha experimentado, o que te tornava incrivelmente complicado e consequentemente muito cansativo, mas ainda assim eu não conseguia desapegar, não conseguia te largar e não conseguia não te querer cada vez mais, mais do que já tinha desejado qualquer coisa até então!

Naquela época eu tinha muitas certezas e até elas você fez questão de derrubar uma a uma, sem cerimônia. Eu não pensava em me casar, repudiava a todo custo um futuro como mãe e acreditava piamente que seria diplomata em pouquíssimo tempo e olha onde me encontro agora: Amanhã completamos um ano de noivado, volta e meia falamos sobre os filhos que sonhamos ter e por estímulo e incentivo seu eu voltei a me dedicar exclusivamente a escrita, vendo-a hoje não só como uma paixão antiga, mas como a minha vocação, como parte integrante e fundamental do meu destino.

Você vive me falando que eu sou a melhor pessoa do mundo, e felizmente eu tenho a alegria de poder dizer o mesmo ao seu respeito. Você é de longe o ser humano mais abnegado, mais entregue, mais gentil e mais bondoso que eu conheço, qualidades que me enchem de orgulho, mas que também me preocupam muito. Seu coração é puro e você nunca exita se pode ajudar alguém, mesmo que esse alguém não mereça tanto assim os seus esforços. Não é raro que se deixe de lado enquanto tenta acolher a todos em seus braços, sem pedir nada em troca, nem mesmo reciprocidade, algo que para mim é mínimo, básico e inegociável. Quando percebo isso critico, reclamo, me exaspero e me desespero, porque quero que você tenha o melhor dos outros, da mesma forma que dedica o seu melhor para todos, mas venho tentando entender que isso foge do meu controle e que o que eu posso sim fazer é te amar muito, sempre e mais.

Seu jeito meio de anjo, meio de herói acaba te isolando dos demais e ao mesmo tempo que sei que aprecia essa solidão também sei que ela te pesa nos ombros, porque salvar os outros quase nunca significa que salvamos a nós mesmos. Gratidão é o que sinto por mesmo assim ter me deixado entrar, por todo dia me permitir ficar, por confiar e por ter lutado para aprender a contar comigo com o passar desses anos. Aliás, completamos seis juntos em 17 de Outubro e nada me satisfaz e alegra mais do que a relação maravilhosa que construímos nesse período, que tem altos e baixos como qualquer outra, mas que transborda afeto sincero por todos os lados, em todos os momentos!

Você é melhor amigo, é meu amante, é meu companheiro, é meu futuro marido e se Deus quiser será pai dos nossos filhos. Você é a minha casa e é a família que eu nem sonhava ter, porque tinha certeza que jamais teria. Tudo que vivemos juntos valeu a pena, tenha isso sido bom ou ruim, porque em graus distintos essas experiências colaboraram para o nosso desenvolvimento e hoje estamos ainda mais unidos e muito mais fortes do que já fomos um dia. Você é quem mais me faz crescer e evoluir, porque me faz querer ser muito mais e nos seus olhos eu também vejo o meu reflexo. Você é sem sombra de dúvidas a minha melhor parte e a minha maior história. É o amor da minha vida e eu sei que o será até o fim!

Obrigada por nos escolher a cada instante, um após o outro, o tempo todo. Obrigada por me ensinar tanto e se permitir aprender tanto comigo. Obrigada pelo presente que é o cotidiano que dividimos e compartilhamos, ao longo desses 2113 dias de parceria. Obrigada por ser exatamente quem você é e me aceitar do jeitinho torto que eu sou. Obrigada principalmente por esse texto não ser algo sonhado, fruto de uma ficção imaginada, por você ser de carne e osso e inspirar não só essas linhas, mas inspirar a minha vida! Você é meu maior motivo e faz tudo isso fazer sentido.

Eu te amo, Chu. Nunca se esqueça disso!


Se essas palavras de alguma forma te tocaram que tal fazer o (meu) ❤ pulsar?