Para o Sol

O Sol trabalha do outro lado
Por aqui um grilo trabalha
Teu canto me atrapalha
E me mantém acordado.

Traz um canto encantado:
O som me desperta as ideias
Que vem presas em teias
Teias, por serem do passado.

Mas chega a manhã, a luz renasce
Sol que se encontra atrás de Jesus
Nada de novo: a mesma face.

Apesar de sacralizado na cruz
Não nega nenhuma classe
E cozinha a carniça para os urubus.