dia da toalha criança gritando e dor de cabeça

vinte e cinco de maio. eu me arrependi pelo menos umas quatro vezes hoje pelo jeito que eu ajo com as pessoas. não é muito legal. tenho total consciência disso. e tem essa dor de cabeça. ela acaba comigo.

já tomei dois remédios, que só começam a fazer efeito perto da hora do efeito acabar, e eu queria um cochilo e um café, e não ouvir a mesma coisa de sempre e uma recomendação que eu descarto.

a dor finge que passou, mas ao menor movimento meu ou externo, tudo o que eu quero é bater com ela na parede, repetidas vezes.

as coisas estão daquele jeito, com as pessoas esgotadas, ninguém falando da mesma coisa, mas tentando se entender. no meio do caos deles todos, a cabeça continua doendo, eu perdida e me arrependendo.

tem alguma coisa com os últimos dias que eu não tenho entendido, mas eu simplesmente continuo fazendo as mesmas coisas de sempre, mas parei de teimar com a dor e não vejo a hora de chegar em casa e tomar mais um remédio.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.