Eu gostei da sua voz

Eu te vi sorrir. Eu vi seus dentes branquinhos no escuro daquele seu carro que
eu não gravei a marca, como alguém pode ser bonito até com as luzes apagadas? Você gostou da minha parede. Eu gostei da sua voz, ninguém nunca te disse isso? O seu quase sotaque coloniza as áreas de um
coração pós-partido, eu até levantei minha bandeira de paz! Eu ficaria mais vinte minutos olhando você colocar seu cabelo atrás da orelha, só olhando você… Eu não precisaria nem te dar um abraço desengonçado
ou retificar minha mania de reflexo quando alguém chega muito perto
mas ainda bem que você chegou! Da maioria das pessoas, eu tenho vontade de jogar o repertório no lixo… Eu quis gravar o seu e levar pra casa. Você acha que no futuro teremos liberdade o suficiente pra não prendermos pessoas sem merecer? Quem é a sua saudade? Notou como a lua estava linda hoje? Dá pra ouvir o som da festa da cidade daí? Não me fala seu endereço! Vai parecer mais profético se eu te topar do nada, como aquela vez no final de uma segunda-feira… Ninguém nunca espera coisa alguma de finais de segundas-feiras, que prêmio eu ganhei! Você foi um divisor de águas. Eu não quero que isso aqui te assuste, eu não quero que pareça maior do que é, é só pra te falar que você me fez enxergar além! Além de quando eu me escondia dentro do meu próprio umbigo. Às vezes, nós ficamos como bichos na caverna com medo do barulho. E eu gostei da sua voz e deus sabe como eu adoro o silêncio.
Obrigada.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Duda’s story.