Crianças cada vez mais conectadas com o mundo virtual

Com aplicativos eletrônicos, a geração que nasceu com a tecnologia não se interessa pela realidade

O impacto da mídia sobre o desenvolvimento infantil é um tema mais atual do que nunca. Cresce a velocidade de informações em circulação, ao mesmo tempo os canais de acesso a diferentes conteúdos. Crianças e adolescentes são estimulados a olhar e perceber o mundo a partir da visão proposta pelos meios de comunicação.

O norte-americano, Jim Taylor, PhD em psicologia, é um crítico ferrenho da influência tecnológica no mundo infantil. Ele analisa a relação criança x tecnologia e lista os prejuízos causados pelo excesso de tecnologia nos primeiros anos de vida.

As crianças estão cada vez mais isoladas em “seus mundo” virtuais, e com isso, estão sendo formadas as gerações narcisistas e despreparadas para o convívio social no mundo real. Brincadeiras e atividades que eram comuns entre crianças hoje não se veem mais. O que se ver na verdade é o uso abusivo de aparelhos eletrônicos.

“A internet está se transformando em arma perigosa contra os meninos”, afirma a pediatra Evelyn Eisenstein, de São Paulo, que assina o livro Vivendo esse mundo digital, em parceria com o professor da USP Cristiano Nabuco. Segundo ela, os jovens dão sinais da dependência da tecnologia. “Se a criança começa a ficar isolada ou apática, tem queda no rendimento escolar ou muda repentinamente de humor, é melhor ligar o botão de alerta”, diz a pediatra, que recomenda equilibrar as horas de computador com as de esporte e lazer ao ar livre.


Débora e Eduarda