meu cotidiano gira em torno de me afundar e me emergir 
 em cada uma das versões que eu possuo
 não se trata de múltipla personalidade
 se trata apenas do fato de que minhas percepções e sensações interiores são tão confusas 
 que acabam refletindo em meu comportamento diário.

todo ser carrega dentro de si incontáveis maneiras de se destruir 
 e de se reiventar diariamente 
 essa capacidade é a nossa salvação 
 quem anda atrás de reconhecimento e dominação 
 tenta só saciar o ego renascido por dentro
 mesmo quando o medo da vida se afortunar daquela alma repleta de vazios
 freneticamente alucinada por admiração.

a real é que isso não passa de pudores passados
 o medo verdadeiro está na sentença 
 de ir ou não 
 de ser ou não
 tatuando a felicidade em busca de fãs
 seguindo sombras de almas cruas
 o dia entristece 
 meu espírito cobiça um futuro sem sucesso obrigatório
 notei que meu mundo perfeito estava completamente só 
 num reflexo malfeito.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Duda Antunes’s story.