Aqui, lá, em qualquer lugar
Rodrigo Sánchez
1072

Rod, belo texto. Acredito que a sua ida à “terra firme” não foi em vão. Sensibilidade impar e belíssimo relato. Vou encarar o próximo comissário com uma forma diferente, entendendo que antes de ser uma profissão é uma vocação.

Grande abraço.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.