Modernismos e supostas dubiedades
Carlos Ramalhete
154

Prof., lembro-me de diversas ocasiões em que o sr. defendeu que o papel do leigo não seria ficar decifrando o Concílio Vaticano II e nem lutando contra suas ambiguidades, porque isso viria com o tempo e através da própria hierarquia da Igreja.

Essa opinião é justamente o oposto do que tens dito ultimamente, quando mencionou esta idolatria da papel.

Por isso pergunto: tua opinião mudou com o passar do tempo? E por quê?

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.