Acredite. Eu acreditei.


Buscava mudar um mundo corporativo que a ausência de um proposito nas pessoas que representavam marcas, impedia o mudar. Do abrir mão dessa realidade baseada em números, que logo logo iria ruir olhei em volta, em volta da minha pequena empresa vivendo em um país de empreendedores raçudos e empresas familiares cheias de história que transbordam o território muito além dos prédios da Berrini ou os conjuntos desejados da Idea Zarvos na Vila Madalena.

Nascer em um modelo capitalista, quando se é empreendedor na busca de fazer a diferença, não permite apenas sonhar, mas pagar as contas de um agora para poder realizar o amanha se torna real e necessário. Foi assim que uma permuta a partir da personal trainer de minha mulher e sócia, misturada com o potencial da minha intuição e a vontade da minha equipe de fazer acontecer, como se fosse mágica abriu criou e abriu uma empresa de Beach Tennis, e de Personal, a Marcela virou empresaria. Mas será que era sorte?

Depois veio o Elton Cruz que fazia suas velas em panelas velhas, Expedito que sonhava em transformar seu estado, André que queria empreender em homenagem ao seu avô, Bruno que queria ter o seu espaço e reconhecimento na escola dos pais e a Mari que quer mudar a frase da bandeira da sua cidade. Pedir um espaço em mais de 35 histórias de Brasileiros de verdade, que não podem reduzir investimos se a economia vai mal, ou escolher outras possibilidades a não ser o que sabem fazer é a mais pura oportunidade de você explorar o verdadeiro impacto e potencial da criatividade e inovação.

A escasses de recursos e conhecimento são detalhes quando se tem uma história de verdade, propósito e profundidade. A visão sistêmica transborda o design que transforma para pessoas, a partir de negócios e através da arte, com a mistura de um time transcomplementar que aprende na prática a importância do significado maior em tudo que se propõe a fazer e ir além de uma simples entrega.

Permitir a ampliação desse impacto e oportunidade de mudança, através do compartilhamento do método e mágica de ajudar para outros que querem e precisam, que na visão capitalista seriam seus concorrentes, possibilita o transformar através de novos ecossistemas espalhados nos 4 cantos do pais. A escala da inovação de algo tão único e precioso, vem da educação e compartilhamento do porque e do como se faz. Diferente de uma franquia que controla para talvez garantir, a autonomia permite a coevolução a partir dos resultados gerados em cada experiência e principalmente determina o interesse em estar junto por querer estar junto.

O Elton Cruz hoje tem sua fábrica e produz velas em caldeiras, o amigo Expedito é um dos principais empresários do mercado imobiliário de Aracaju, o André tem no cartão de visita da Antônio Baiano o cargo de neto e a Mari deixou a bandeira para lá e vai promover o maior evento de empreendedorismo que Rio Claro já recebeu.

Acredite, por mais que tudo se pareça uma grande poesia ideológica, acreditei.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.