Comebacks de Abril — Me purificando com aegyo depois de ouvir muito DEAN, NCT e HISTORY

Vou começar com dois injustiçados de março, que eu ouvi muito por alto na época e não apreciei com a devida atenção, e como pagamento passei abril inteiro viciada nos respectivos:

Boys Republic — Get Down

Com um [TW: violência pesada] pra esse clipe, Boys Republic lançou uma música ótima. Não sei o que pensar desse conceito, porém, com toda essa estética de terrorismo na época em que estamos. Fora isso, YOU’RE THE ONLY ONE WHO KEEPS ME SATISFIED.

DEAN — bonnie & clyde

Outro com [TW: violência pesada] MAS com uma história muito interessante, principalmente se você ligar as legendas pra entender a letra (não vou dar spoiler). DEAN é um artista que tá bem famosinho mas que eu nunca tinha parado pra ouvir porque ~achei que era balada~. Qual não foi minha cara quando descobri meu mais novo vício: Put My Hands on You, o mítico clipe sobre o encontro de The Sims com o Tumblr. Porém, PMHOY, apesar de melhor, é do ano passado e por isso estou só usando bonnie & clyde como meio de divulgação da real obra prima desse parágrafo. VIREI FANGIRL DE DEAN E DAÍ.

Agora sim, os ilustres do mês:

Sleepy — Body Lotion (Feat. Bang Yong Guk)

Cada dia mais eu me impressiono com as metáforas pra fazer música romântica. Sério, “Eu quero ser o creme para sua pele seca” hahahahaha. Não é nenhuma obra-prima, mas é boazinha o suficiente, de abrir playlist. Acho que depois do trauma de março, qualquer mediana tá sendo é lucro.

HISTORY — Queen

Um grupo underrated demais, lançando uma música ótima, que ficaria muito bem na coleção Saxofone do Jason Derulo 2015™, mas isso não tira seu valor. Também valorizando temos:

Parabéns pra estilista

K-Tigers — Neck Slice

VEJAM. ESSE. COVER. DE CRAYON POP. Melhor clipe hahahahahha. Fica impossível escrever qualquer coisa quando o superpoder do vilão é butt lasers. FIM.

J.Y. Park — Still Alive

Às vezes acho o JYP o tiozão mais escroto que existe, as vezes um gênio musical. Na verdade, acho que ele é os dois. A música é ok, mas o nível de zoação com todo o cenário do Kpop (quando a pessoa zoa até os próprios artistas, como não gostar?), ao mesmo tempo em que ele se vangloria de estar no topo há tanto tempo, mostra uma visão muito honesta. Mesmo sem ser uma pessoa admirável, JYP pelo menos admite quem é.

J.Y. Park — Fire feat. Conan O’Brien & Steven Yeun

A música é boa e o Conan de maquiagem idol é uma das coisas mais assustadoras que eu já vi???

Gente hahahahahahaha. Fora isso tem as ❤ Wonder Girls ❤ maravilhosas.

NCT U — The 7th Sense

FINALMENTE DEBUTARAM CINCO dos 38273482834 mil SM Rookies. Já fiz análise aqui, aqui e aqui sobre o quão incrível eu achei o conceito, mas deixei pra ser fangirl nesse post: não adianta, né? SM roubou meu coração e nunca mais devolveu. Tem como não gostar deles? Não tem, Tássia. Não tem. Também passei o mês inteiro ouvindo.

NCT U — Without You

O EXO já lançou rockzinho melhor em propaganda de refrigerante, mas né, é o que tem pra hoje. Nesse single só tem dois dos cinco meninos anteriores, e mais um novo. É pra confundir a cabeça mesmo. Tudo bem, só assistam o clipe, e fiquem inventando teorias que no final não vão dizer nada porque a SM só faz essas coisas pra zoar com a gente ¯\_(ツ)_/¯.

VIXX — Dynamite

ISSO É SHINEE EM TODOS OS NÍVEIS. Portanto: está ótimo. Ok, falando sério, pra mim isso podia facilmente ser uma continuação de Married to the Music, copiando até o começo maravilhoso e a caída no refrão, que fica mais suave e contrasta com todo o clima creepy do começo. É o primeiro single de uma trilogia que o VIXX vai lançar durante o ano, e que eu espero ter material o suficiente pra analisar todos esses simbolismos aí woooo.

Twice — Cheer Up / Xarope Baby / Forró da Tzuyu

Tanta expectativa pra nada. Aliás, não sei por que que Twice caiu nas graças e tão dando all kill sendo que elas não fizeram nada de tão incrível assim ainda. Deve ser só o inconsciente coletivo querendo arrumar um OT9 logo, antes de SNSD acabar. E por falar em SNSD, o mini do Twice é todo de líder de torcida, mas mesmo assim nenhuma chega aos pés de Oh ¯\_(ツ)_/¯.

Seventeen — Pretty U

Seventem tem!tanto!potencial!!! que eu não entendo por que que eles sempre lançam os singles mais aguados e play safe possível. O álbum deles, embora não melhor do que os dois minis, tem Chuck e Still Lonely que poderiam FACILMENTE ser singles muito melhores. Pretty U é fofinha e só isso, fica no mesmo tom a música inteira, não tem refrão e, como o clipe, deixa a impressão de ser só um monte de meninos brincando.

Lovelyz — Destiny

O inverno tá pronto pra chegar mesmo porque eu estou: 1. fazendo review de conceito aegyo/puro e 2. gostando. Lovelyz, que nunca me agradou, lançou essa música com um instrumental lindo, esperançoso mas com um desespero inseparável de quem vê o outro como seu destino. E, com isso, ganhou um lugar no meu coração destruído por tanto DEAN, NCT, HISTORY e outros grupos com nome em caps lock.