FRANQUIA DE INTERNET

Contratei uma internet, livre de franquia mensal, livre de humilhação imposta pelas operadoras concorrentes, livre para usufruir de conhecimento em abundância, de escala global. O anseio e desejo do homem por conhecimento é antigo, e desde primórdios, somente os poderosos os conseguiam. E quem não era poderoso seria escravo, algo não muito diferente dos tempos atuais.

No final de 2013, depois de tanto sofrimento, amargura e humilhação que a empresa OI me proporcionou, contratei pela NET, uma internet para viver melhor e usar um serviço de qualidade, utilizando apenas o que acordei. Com o passar do tempo, tive problemas de sinal de TV/Internet, nada que o suporte não resolvesse, ou, em últimos casos, uma visita técnica para apurar o problema e resolver. Mas no mergulho da crise perpetrada até agora, as quedas de sinal são constantes, e deveriam ser descontadas na fatura mensal o tempo que fiquei sem sinal. Mas na prática isso não funciona, podem chamar todos os Deuses antigos e novos, que nada impedirá de você ser lesado.

Outrora, pagava R$138, com sinergia e harmonia. Tudo funcionava de forma satisfatória e regular. De tempos em tempos, conforme descrito em contrato, há um reajuste anual, e chegando nesse consenso, tudo ocorre dentro do esperado. Mas com o passar do tempo, já está em R$162. Gradativamente, a sinergia acabou, pois há uma crise em vigência, onde tudo aumenta e qualidade cai na mesma sincronia. E por sua vez, a NET implementa um metódico sistema de multa arbitrário contra os seus consumidores que atrasarem 1 seg. a mais o seu pagamento apos o vencimento, comutando na perda imediata do serviço de TV durante 30 dias, e depois de 60 dias o corte impiedoso da Internet.

A qualidade de um modo geral caiu junto com a crise. Isso vai desde suporte telefônico, no qual uma máquina com voz de homem, regido a um sistema de inteligência artificial provido de consciência abstrata, antiga e obsoleta, querendo lhe tranquilizar com aquela voz suave e harmoniosa, e propor diversas soluções incógnitas e bizarras para o consumidor, até então, leigo de forma geral. A empresa não ensina, não educa o seus consumidores a conhecer o seu sistema e aprender a operá-lo. Ao invés disso, querem lhe fazer de burros e dizer que você é burro e a NET está ensinando você a desconectar o seu modem porque a NET acha que você não tem inteligência suficiente para compreender o compreendido.

Contudo, ainda não satisfeitos, querem cobrar uma franquia mensal, só que, vamos parar e analisar a situação.

1. Não contratei serviço de franquia.

2. Não fui consultado sobre isso.

3. Não quero ser taxado por um serviço que tem que ser LIVRE!

4. Eu pago por aquilo que contratei, o ilimitado e ponto.

5. Serei penalizado cruelmente com o meu plano de Internet de 15MB e franquia mensal de 80GB.

Meu histórico de consumo fornecido pela NET.

Eu usuário normal, que consome sites, YouTube, Netflix, de acordo com a franquia estipulada, eu já teria passado de forma honrosa a franquia. E que internet de boa qualidade e a um preço acessível eles iam me oferecer após essa tragédia? A qualidade da internet do Japão? Acho que não…

Estamos sendo violados, está sendo negado o direito de ter conhecimento e crescer como individuo, a liberdade intelectual está sendo atacada com todas as forças por aqueles que querem o mal do povo brasileiro. ISSO É UM CRIME!!! Já que os políticos e o nosso antropólogo em Internet, Presidente da Anatel, João Batista de Rezende, não estão do lado do povo, estão contra o povo, à gente tem que fazer a nossa parte e lutar por uma INTERNET JUSTA, por uma INTERNET LIVRE.