Pedaladas e o risco sistemico

Muita triste o que esta ocorrendo no Brasil. Diferente do que o senso comum esta apresentando em suas publicações nas redes sociais, muitas pessoas inteligentíssimas estão defendendo o partido dos trabalhadores.

Triste ainda mais para mim, por que muitos são queridíssimos(as) meus. Não tenho interesse em convencer ninguém, muito menos entrar em conflitos. Quero apresentar minha percepção sobre as pedaladas e porque deve ser tratada com maior profundidade pelos meus amigos. Acredito que é apenas um lapso aceitar o gasto público acima da arrecadação dos impostos com uso do caixa dos bancos públicos.

Um enorme risco para economia é o chamado risco sistêmico. Este foi o principal causador da crise de 29. Como isto ocorre, explico: O multiplicador bancário, permite que qualquer economia e na economia Brasileira um ciclo de aproximadamente 3x o montante real em moeda física (plena liquidez) em depósitos de moeda nos bancos. Na pratica quer dizer que grande parte da economia real não tem lastro nenhum. Se haver expectativa por parte dos depositários que não haverá dinheiro no banco, ocorrerá uma corrida aos bancos, e não somente ao banco causador da ausência de caixa.

Por exemplo crise de 2008 exigiu intervenção de vários bancos centrais por todo mundo. Segundo Krugman estimasse que nos Estados Unidos tenha gastado us$700 bilhões de dólares basicamente para colocar dinheiro nos caixas dos bancos e diminuir o medo das pessoas e; romper com o efeito manada comum em momento de pânico. Resolve a situação temporariamente. Uma vez que Aumenta uma divida impagável aos cidadãos americanos.

A moeda Brasileira não é o dólar e portanto não poderíamos produzir a mesma política anti-cíclica. Existe inclusive conversão internacional que proíbe a chamada “senhoriagem” que é produzir moeda sem lastro. Pois produz inflação exponencial.

A economia é uma ciência de fatos. Não seria prudente ideologia nenhuma estar acima do bem estar da sociedade.

Like what you read? Give economistaluiz a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.