Quero uma vida privada e não uma privada na vida

Uma forma simples de expressar a escassez de respeito e solidariedade em nossa geração, seria algo menos alarmante se a frase não pertencesse a Elis Regina em uma de suas últimas entrevistas.

Conclusão

É preciso com urgência discutirmos, refletirmos e trabalharmos juntos hoje para que nosso amanhã não seja uma vida privada de respeito, solidariedade, justiça e compaixão.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Edgar Fahrenheit’s story.