Blind Guardian deixa a casa cheia com a turnê “Beyond the Red Mirror”

Blind Guardian deixa a casa cheia com a turnê “Beyond the Red Mirror”
“Beyond the Red Mirror” contemplou sete cidades do Brasil.
Redação TDM, 13/10/2015–12h28
Foto: Edi Fortini / TDMusica

Foto: © Edi Fortini Photography | 2015 — All rights reserved. Todos os direitos reservados

Com sete datas pelo Brasil e mais quatro datas em outras cidades da América Latina, os alemães do Blind Guardian se apresentaram no feriado dessa segunda, 12, para um Tom Brasil bem cheio. Numa das turnês mais bem sucedidas do grupo pelo País, desde a manhã já era possível ver as filas que os arredores do local comportavam, com muitas pessoas felizes por ver a banda após três antes desde o último show. As outras cidades que acompanharam essa turnê foram: Fortaleza, Recife, Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O evento só não foi mais perfeito para os fãs paulistanos por conta de um imprevisto que levou a banda de abertura Circle II Circle a cancelar suas apresentações com menos de uma semana de antecedência. No horário estipulado e sem delongas, os alemães subiram ao palco. Hansi Kürsch (voz), André Olbrich (guitarra), Marcus Siepen (guitarra), Frederik Ehmke (bateria) e Barend Curbois (baixo) também demonstraram muita empolgação em seu retorno ao Brasil e tiveram o tempo todo o público empolgadíssimo nas mãos. Do último álbum, “Beyond the Red Mirror”, a banda tocou “Miracle Machine”, “Prophecies”, “The Ninth Wave” e “Twilight of the Gods”. Outros clássicos também foram apresentados, como “Nightfall”, “Fly”, “Lord of the Rings”, “Imagination from the other sides”, dentre muitas outras, pois foram mais de duas horas para o total delírio do público. O show teve dois bis: o primeiro contou com “Wheel of Time”, “Twilight of the Gods” e “Valhalla”. O segundo trouxe “Majesty”, “The Script for My Requiem”, “The Bard’s Song — In the Forest” e “Mirror Mirror”. Com mais de 30 anos de carreira, os alemães têm experiência de sobra para conduzir um excelente espetáculo e deixar seu público sempre desejando uma nova turnê. Quem sabe uma turnê comemorativa de bodas de pérola? Daria um bom tema para uma saga alemã!

Para ver mais fotos desse show, clique aqui.

Originally published at www.territoriodamusica.com.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Edi Fortini’s story.